Mulheres vítimas de violência domestica devem receber ofertas de moradias na Vila Olímpica após Paris 2024


Mulheres vítimas de violência doméstica devem receber oferta de moradia na Vila Olímpica de Paris 2024 após a conclusão dos Jogos, de acordo com o Ministro da Igualdade da França.

Como parte do projeto, as casas e apartamentos serão reservados para mulheres e seus filhos no Village, que sobrepõe Saint-Denis, Ile Saint-Denis e Saint-Ouen.

Élisabeth Moreno, Ministra Delegada para Igualdade de Gênero, Diversidade e Igualdade de Oportunidades do governo francês, disse que as mulheres “se beneficiarão de uma moradia que as ajudará na reconstrução” após o fim de Paris 2024.

“O combate à violência exige à mobilização de toda a sociedade”, acrescentou Moreno, ao jornal francês L’Équipe.

“Posso dizer hoje que o legado dos Jogos Paris 2024 vai mostrar o quanto esse compromisso vai durar”.

A obra da Vila Olímpica de Paris 2024 recebeu recentemente visita de autoridades do governo francês, do Comitê Olímpico Internacional (COI) e do Comitê Paralímpico Internacional.

Nicolas Ferrand, gerente geral da Solideo, empresa responsável por supervisionar a construção das instalações para Paris 2024, disse que a Vila Olímpica estava “exatamente dentro do cronograma”.

O presidente da Comissão de Coordenação do COI, Pierre-Olivier Beckers-Vieujant, saudou a Vila Olímpica como “impressionante”.

“Paris está em vias de cumprir promessa dos Jogos que pretendem ser espetaculares, isso é normal, mas também responsável, sustentável e útil”.

Foto: Paris 2024



Postar um comentário

To Top