João Gomes Júnior é bronze nos 50m peito no Mundial de Natação em Piscina Curta


O Brasil encerrou sua participação no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta em Abu Dhabi subindo mais uma vez ao pódio. João Luiz Gomes Júnior conquistou a medalha de bronze nos 50m peito masculino. A delegação brasileira encerrou o Mundial com três medalhas: ouro para Nicholas Santos nos 50m borboleta e os bronzes de João e do revezamento 4x200m livre masculino. Confira abaixo os resultados das finais desta terça-feira (21).

Revezamento 4x50m livre feminino
1. Estados Unidos 1:34.22
2. Suécia 1:34.54
3. Países Baixos 1:34.89

A briga pelo ouro no revezamento 4x50m livre feminino ficou entre Estados Unidos e Suécia. As suecas ficaram na frente na maior parte da prova, sempre com as norte-americanas bem próximas. Na perna final do revezamento, Kate Douglass superou Louise Hansson, terminando 32 centésimos na frente da equipe sueca.

Os Países Baixos cresceram no final da prova para conquistar a medalha de bronze. Ranomi Kormowidjojo fechou com 22.88, a única parcial da prova abaixo dos 23 segundos. 


1500m livre masculino
1. Florian Wellbrock (GER) 14:06.88 - recorde mundial 
2. Ahmed Hafnaoui (TUN) 14:10.94
3. Mykhailo Romanchuk (UKR) 14:11.47

O alemão Florian Wellbrock venceu os 1500m livre masculino com direito a recorde mundial. Wellbrock liderou a prova desde o início e no final superou o antigo recorde do italiano Gregorio Paltrinieri (que terminou em quarto lugar) por pouco mais de um segundo. 

A disputa pela medalha de prata ficou entre Ahmed Hafnaoui da Tunísia e Mykhailo Romanchuk da Ucrânia. Os dois alternaram de posição algumas vezes durante a prova, mas no final o tunisiano terminou em segundo lugar e ainda quebrou o recorde africano dos 1500m livre.

100m livre masculino
1. Alessandro Miressi (ITA) 45.57
2. Ryan Held (USA) 45.63
3. Joshua Liendo (CAN) 45.82

A final dos 100m livre masculino foi decidida na chegada. Ryan Held dos Estados Unidos teve um melhor início de prova, chegando a nadar abaixo da parcial do recorde mundial na virada dos 50m. 

No final, o canadense Joshua Liendo e o italiano Alesandro Miressi atacaram Held, com os três nadando os 25 metros finais praticamente lado a lado. Na chegada, quem bateu primeiro na parede foi Miressi, superando Held por apenas seis centésimos.

200m peito feminino
1. Emily Escobedo (USA) 2:17.85
2. Evgeniia Chikunova (RUS) 2:17.88
3. Molly Renshaw (GBR) 2:17.96

O ouro dos 200m peito feminino também foi decidido nos metros finais. A britânica Molly Renshaw saiu na frente, liderando os primeiros 150 metros da prova, sempre com Emmily Escobedo, dos EUA, logo atrás. No final, Escobedo e Evgeniia Chikunova atacaram a britânica, com a norte-americana vencendo a prova com 0.03 de vantagem. 

200m costas masculino
1. Radoslaw Kawecki (POL) 1:48.68
2. Shaine Casas (USA) 1:48.81
3. Christian Diener (GER) 1:48.97

O polonês Radoslaw Kawecki ganhou sua quinta medalha seguida em Mundiais de Piscina Curta nos 200m costas, com o ouro em Abu Dhabi. Kawecki começou mais atrás, virando em sétimo lugar nos 50m. Mas aos poucos, ele foi usando o nado submerso para ir ganhando posições e alcançando o primeiro lugar nos 25 metros finais.

Shaine Casas liderou a maior parte da prova e terminou em segundo lugar. O alemão Christian Diener completou o pódio.

100m borboleta feminino
1. Margareth MacNeil (CAN) 55.04
2. Louise Hansson (SWE) 55.10
3. Claire Cruzan (USA) 55.39 - recorde mundial júnior

A campeã olímpica Margareth MacNeil foi a vencedora dos 100m borboleta feminino. A prova começou com as atletas dos Estados Unidos - Claire Cruzan e Tori Huske - dividindo a liderança.

Na segunda metade da prova, Margareth MacNeil e Louise Hansson cresceram e assumiram as primeiras posições, com as duas nadando lado a lado até o fim. MacNeil venceu a prova com apenas seis centésimos de diferença para a sueca e Cruzan foi a terceira colocada. As três atletas no pódio fizeram suas melhores marcas pessoais, com Claire Cruzan quebrando o recorde mundial júnior dos 100m borboleta feminino.


50m peito masculino
1. Nic Fink (USA) 25.53
2. Nicolo Martinenghi (ITA) 25.55
3. João Gomes Júnior 25.80

O Brasil conquistou a medalha de bronze nos 50m peito masculino com João Gomes Júnior. Ele teve uma largada melhor do que na semifinal, com o quarto melhor tempo de reação e conseguiu se manter nos primeiros lugares nos 25 metros iniciais. No fim da prova, João ultrapassou o belarusso Ilya Shymanovich para conquistar a medalha de bronze.

A disputa pelo ouro ficou entre Nic Fink dos Estados Unidos e Nicolo Martinenghi da Itália. O primeiro lugar foi decidido na chegada, com Fink terminando dois centésimos à frente do italiano.

50m livre feminino
1. Sarah Sjostrom (SWE) 23.08 - recorde do campeonato
2. Ranomi Kromowidjodjo (NED) 23.31
3. Katarzyna Wasick (POL) 23.40

Sarah Sjostrom conquistou mais um ouro em Abu Dhabi, desta vez nos 50m livre femininno. Nos primeiros 25 metros, a prova estava parelha, com várias atletas lado a lado. Após a virada, Sjostrom abriu uma leve vantagem para terminar na primeira colocação. Prata para Ranomi Kromowidjojo, dos Países Baixos, e bronze para Katarzyna Wasick da Polônia. 

Com a prata, Ranomi Kromowidjojo virou a maior medalhista mulher da história do Mundial de Natação em Piscina Curta. São 28 medalhas, sendo catorze ouros, nove pratas e cinco bronzes.

Revezamento 4x100m medley masculino
1. Itália 3:19.76 - recorde do campeonato
2. Estados Unidos 3:20.50
3. Rússia 3:20.65
4. Brasil 3:23.57

A Itália venceu o revezamento 4x100m medley masculino, com novo recorde do campeonato. Nadando com Lorenzo Mora (costas), Nicolo Martinenghi (peito), Matteo Rivolta (borboleta) e Alessandro Miressi (livre), os italianos começaram na terceira posição e assumiram a liderança no nado borboleta para vencer a prova. Estados Unidos e Rússia completaram o pódio.

O Brasil nadou a prova com Guilherme Guido (costas), Caio Pumputis (peito), Vinícius Lanza (borboleta) e Gabriel Santos (livre). Guido chegou a liderar a prova na virada dos 50m e entregou em segundo lugar para Caio. Na parcial do nado peito, o Brasil terminou caiu para o quarto lugar e manteve a posição até o final da prova.


Revezamento 4x100m medley feminino
1. Suécia 3:46.20
2. Canadá 3:47.36
3. China 3:47.41

A Suécia venceu mais um revezamento medley feminino. Com as irmãs Louise (costas) e Sophie Hansson (peito), Sarah Sjostrom (borboleta) e Michele Coleman (livre), as suecas venceram a prova com 3:46.20, novo recorde europeu. O Canadá ficou em segundo lugar, com a China levando o bronze e estabelecendo um novo recorde asiático da prova.

Louise Hansson entregou para sua irmã na terceira colocação. Sophie assumiu a liderança, mas com as equipes do Canadá e da China bem próximas. Quem abriu uma boa vantagem para as suecas foi Sjostrom, que entregou para Coleman com um segundo de vantagem. A última atleta da Suécia conseguiu continuar na primeira posição, sempre com uma boa diferença para as demais atletas. No fim da prova, o Canadá passou a China para ficar com a prata.

ELIMINATÓRIAS

Três brasileiros participaram das eliminatórias nesta terça-feira, mas não avançaram para as finais. Pâmela Alencar foi a 23ª  nos 200m peito feminino com 2:25.98. Nos 200m costas masculino, Gabriel Fantoni foi o 24º com 1:55.44 e Leonardo de Deus ficou no 26º lugar com 1:56.41.

Foto de capa: Bione

0 Comentários