Hugo Calderano derrota nigeriano e está na semifinal do WTT Finals


Hugo Calderano continua a sua grande campanha no WTT Cup Finals e, agora, é semifinalista. Depois de ter sido avassalador contra o chinês Lin Gaoyuan (sétimo no ranking mundial) nas oitavas de final, o brasileiro foi à mesa diante do nigeriano Quadri Aruna (13º) nesta segunda-feira (6) e mostrou que está em grande fase: vitória por 3 a 1, com parciais de 11/6, 6/11, 11/8 e 11/4.

Agora, o desafio do número quatro do mundo na OCBC Arena, em Cingapura, é diante do japonês Tomokazu Harimoto (5º). O brasileiro nem terá muito tempo para descansar, pois o compromisso é ainda nesta segunda-feira, às 10h15 (de Brasília), valendo uma vaga na decisão. 

A partida até foi iniciada de forma bem parelha, ambos alternaram pontos até o meio do set, entretanto Calderano se desgarrou no placar quando eles alcançaram 5 a 5. O brasileiro encaixou boas bolas e fechou em 11 a 6.

No segundo set, Aruna fez um excelente começo de parcial, chegou a abrir 6 a 1, mas Calderano não estava para brincadeira, acertou bolas seguidas e deixou o confronto mais equilibrado: 6 a 5 para o nigeriano. A reação do quarto do mundo acabou sucumbindo a partir daí, o oponente acabou se impondo e devolvendo os 11 a 6. Partida empatada.

A terceira parcial também teve uma boa margem no marcador, agora para o carioca, que chegou a aplicar 7 a 3. Calderano ainda viu o adversário tentar se recuperar e complicar bastante o jogo, porém, com uma bola espetacular, o atleta do Brasil fechou o set em 11 a 8.

Em seguida, ambos os atletas mostraram um grande tênis de mesa, com pontos que geraram exclamações do público. Nos nove primeiros, os dois atletas estiveram à frente no placar. Aruna optou por um tempo técnico nos 5 a 4 que de nada adiantou: o mesa-tenista do Brasil emplacou seis pontos seguidos, fechou a parcial e, consequentemente, o jogo.

Calderano sabia que teria uma partida complicada pela frente diante do nigeriano. Aruna, assim como o brasileiro, vive grande momento e, na WTT Cup Finals, também derrotou um chinês no primeiro compromisso, Liang Jingkun (8º), em um 3 a 1 com direito a virada.

“Ele é um atleta muito forte, fez grandes partidas recentemente e alcançou o seu melhor ranking há pouco. Eu sabia que seria um confronto difícil e fico feliz de ter alcançado um nível em que pude fazer um bom jogo e derrotá-lo”, enalteceu o brasileiro.

Postar um comentário

To Top