Brasil conquista 48 medalhas no Pan/Sul-americano de Pentatlo moderno



O Brasil saiu mais do que vitorioso do Campeonato Pan/Sul-Americano de Pentatlo Moderno, que se encerrou neste sábado (19) em Magdalena, na Argentina. Foram 10 medalhas conquistadas na categoria adulta - Foram quatro ouros, quatro pratas e dois bronzes.


Já nas categorias de base, o Brasil brilhou com 38 medalhas.De toda a delegação, Marcela Mello, 17, e Matheus Nobre, 20,  que estiveram nos jogos Pan-americanos júnior de Cali, foram os que conquistaram mais medalhas. Cada um irá trazer para casa 10 medalhas. Ela, quatro pratas, quatro outros e dois bronzes, e ele, seis ouros, duas pratas e dois bronzes. Já no adulto,  o destaque fica por conta do evento individual feminino, dominado pelas brasileiras Isabela Abreu, Bianca Cavalcanti e Stephany Saraiva, 26, que conquistaram o ouro, a prata e o bronze, respectivamente.


 Ao todo, a competição, que começou na terça-feira, 14, reuniu cerca de 90 nomes de sete países do continente (Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Uruguai e Venezuela). O torneio também contou com a experiente ucraniana Iryna Khokhlova, 31.


“O resultado foi excepcional. A gente conseguiu fechar o ano de 2021, que já foi um ano extremamente vitorioso para o Pentatlo Moderno brasileiro, de maneira ímpar. A gente ganhou praticamente todas as provas que competiu, e praticamente todos os atletas melhoraram suas marcas. Isso nos deixa muito feliz, porque mostra que o trabalho executado em todos os centros de treinamento do país está dando certo”, destaca Fábio Corrêa, coordenador técnico da CBPM no Rio, que chefia a delegação brasileira na Argentina.


“Espero que 2022 seja a continuidade desse ano vitorioso, que seja o início de um caminho não só para classificarmos o time completo para os Jogos Pan-Americanos Santiago 2023, como também para as Olimpíadas de Paris. Desde 2004 a gente não consegue levar o time completo para a Olimpíada”, acrescenta Fábio.


foto: Divulgação/CBPM

0 Comentários