WTA ameaça deixar a China se não houver noticias sobre Peng Shuai - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

WTA ameaça deixar a China se não houver noticias sobre Peng Shuai

Compartilhe

A Associação de Tênis feminino (WTA) ameaçou sair da China caso o caso sobre o desaparecimento da tenista Peng Shuai não seja esclarecido.

Número um da WTA, Steve Simon disse em entrevista ao canal estadunidense CNN que: “Estamos definitivamente dispostos a tirar nosso negócio do país e lidar com todas as complicações”.

“Isso é certamente maior do que qualquer negócio”, acrescentou o chefe da WTA. “As mulheres precisam ser respeitadas e não censuradas”, completou Simon.

Shuai, de 35 anos, foi campeã de dois grand slams e chegando ao topo do ranking mundial em 2014, está desaparecida desde que desde que acusou o ex-vice-premiê chinês Zhang Gaoli de forçá-la a fazer sexo em sua casa, de acordo com uma postagem na rede social Weibo, excluída em 2 de novembro.

Seu post foi retirado do ar 30 minutos após a publicação, com os censores chineses agindo rapidamente para eliminar qualquer menção à acusação online.

O dirigente disse ainda que está em contato com a associação de tênis da China, que garantiu que Shuei não está machucada, mas não foi conseguido contato direto com ela.

No início desta semana, a mídia estatal chinesa divulgou um e-mail, supostamente enviado por Peng a Simon, desfazendo suas denúncias e alegando que está bem. O suposto e-mail foi divulgado apenas em plataformas de língua inglesa e a mídia doméstica chinesa não informou sobre seu conteúdo, apesar de Peng ser famosa na China. Simon duvida da veracidade do e-mail.

O mundo do tênis lançou uma campanha online com a hashtag #WhereisPengShuai (#AondeEstá PengShuai), incluindo nomes como a japonesa Osaka Naomi e a estadunidense Serena Williams.
Entretanto, o Comitê Olímpico Internacional (COI), em entrevista a agência Reuters, disse que não comentaria o assunto e que seria melhor uma diplomacia silenciosa para resolver o assunto. A China receberá em pouco mais de 50 dias os Jogos Olímpicos de Inverno, na capital Pequim.

Com informações de: CNN
Foto: Reuters/Kim Hong Ji

Nenhum comentário:

Postar um comentário