SESI-SP ganha o Mundial de clubes de goalball masculino


O Sesi-SP é o primeiro campeão mundial de clubes de goalball na categoria masculina. Em final disputada neste sábado (27), em Lisboa, os rapazes dirigidos pelo técnico Diego Colletes derrotaram os donos da casa do Sporting por 8 a 4 e ficaram com a taça. Já na final feminina, que reuniu as mesmas camisas, as brasileiras não conseguiram superar a equipe portuguesa e perderam por 6 a 2, faturando a medalha de prata.

Foi a edição inaugural do torneio interclubes, que seria realizado em 2020 mas acabou adiado por conta da pandemia. O Sesi representou o Brasil por ser o então campeão nacional. O próximo Mundial está marcado para 2023, a princípio, em Vancouver, no Canadá.

Além da medalha de ouro, o time paulista ainda viu o ala Parazinho encerrar a competição no topo da artilharia, com 31 gols. Entre as mulheres, a máxima goleadora foi a israelense Lihi Ben David, do Sporting, com 30.

"Foi um Mundial bem intenso, muito forte. A gente pôde se preparar bem fisicamente, psicologicamente. Estão todos de parabéns pelo desenrolar da competição. Fico muito feliz em saber que fui o artilheiro porque é uma consequência de todo um trabalho", disse Parazinho.

Os brasileiros enfrentaram verdadeiras seleções do mundo nas decisões. O Sporting, a exemplo do que já faz no Europeu de clubes, contratou atletas de ponta de vários países para formar seu elenco. No conjunto masculino, os destaques eram o brasileiro Leomon Moreno e o lituano Genrik Pavliukianec. No feminino, além da já citada Lihi Bem David, o time contava ainda com a brasileira Carol Duarte e a norte-americana Amanda Dennis.

A final entre as mulheres acabou sendo mais desequilibrada. Diferentemente do confronto entre as equipes na fase classificatória que terminou com vitória apertada da rival portuguesa (2 a 1), desta vez os gols de Bem David desestruturam o Sesi. Ela marcou cinco vezes. Carol Duarte anotou um. Pelo lado brasileiro, balançaram as redes Gleyse e Alaine.

"Foi uma experiência maravilhosa. Conseguimos esse segundo lugar e estou muito feliz por participar disso. A competitividade foi bem intensa e estamos levando com muita honra o troféu ao Brasil", afirmou a ala Gleyse.

Mais tarde, o duelo no masculino parecia repetir o que havia acontecido na primeira fase, quando o Sesi ganhara por 9 a 7 em disputa que chegou a ficar empatada em sete gols. O primeiro tempo da final marcava 2 a 2 até a reta final, quando os brasileiros abriram vantagem e foram para o intervalo com 5 a 2 no placar. No segundo tempo, Parazinho foi letal e aproveitou as penalidades em sequência cometidas pelo lituano Pavliukianec. O ala marcou sete dos oito gols do Sesi e liderou a vitória.

Postar um comentário

To Top