Geógrafos expressam preocupação com a quantidade de neve artificial que poderá ser usado em Pequim 2022 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Geógrafos expressam preocupação com a quantidade de neve artificial que poderá ser usado em Pequim 2022

Compartilhe

Geógrafos expressaram preocupação com a quantidade de neve artificial que poderia ser necessária para os eventos alpinos durante os Jogos Olímpicos de Invernos de Pequim 2022.

De acordo com dados da World Weather Online, no período de janeiro a março deste ano, apenas dois centímetros de neve caíram no Centro Nacional de Esqui Alpino em Yanqing, que deve sediar as competições de esqui alpino em Pequim 2022.

Relatório sugerem que Pequim 2022 precisará de cerca de 49 milhões de galões de água para criar neve artificial.

A professora Carmem de Jong, geógrafa da Universidade de Estrasburgo, disse: “Essas montanhas virtualmente não tem neve”, acrescentando que “essas podem ser as Olimpíadas de inverno mais insustentáveis já realizadas”.

Cerca de 200 canhões de neve foram criados para criar neve artificial em Yanqing, com canos e valas instaladas para transferir água de um reservatório para máquina de fazer neve.

Em resposta, o Comitê Olímpico Internacional (COI) afirmou que “uma série de projetos de conservação e reciclagem de água foram colados em prática para otimizar o uso da água para fabricação de neve, consumo humano e outros fins”.

Cerca de 90 por cento da neve usada no local de provas do esqui alpino para os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeonchang 2018 supostamente foram artificial, enquanto a neve artificial também foi uma característica de Vancouver 2010 e Sochi 2014.

A competição de esqui alpino no Centro Nacional de Esqui Alpino em Yanqing está programada para acontecer entre 6 e 19 de fevereiro.

Foto: Xinhua

Nenhum comentário:

Postar um comentário