Ex-presidente do COB, Carlos Nuzman é condenado a mais de 30 anos de prisão - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Ex-presidente do COB, Carlos Nuzman é condenado a mais de 30 anos de prisão

Compartilhe

Ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e do comitê organizador dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Carlos Arthur Nuzman foi condenado a mais de 30 anos de cadeia.

As informações são do site Globoesporte.com.

Na decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª vara criminal federal do Rio de Janeiro, o ex-dirigente foi condenado a 30 anos, 11 meses e 8 dias de cadeia pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

A condenação de Nuzman foi com base na operação Unfair Play, que investigou a suspeita de compra de votos para que a capital fluminense fosse escolhida como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. 

A denúncia contra o ex-dirigente foi feita pelo Ministério Público Federal e também incluía outros nomes, como o ex-governador do Rio Sérgio Cabral e o ex-presidente da World Athletics, Lamine Diack. Cabral, incluisive, foi condenado a 10 anos e oito meses de corrupção passiva

Nuzman, que foi preso e libertado em 2017, pode responder em liberdade e os seus advogados vão recorrer da condenação.

Foto: Reprodução/TV

Nenhum comentário:

Postar um comentário