Com provas de atletismo e natação, Meeting Paralímpico chega a Campinas neste sábado - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Com provas de atletismo e natação, Meeting Paralímpico chega a Campinas neste sábado

Compartilhe

O Meeting Paralímpico em Campinas (SP), que será realizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) neste próximo sábado, 13, reunirá grandes nomes do atletismo e da natação brasileiros, como o velocista paraense Alan Fonteles, os irmãos rondonienses Kesley e Ketyla Teodoro, a nadadora campeã parapan-americana Raquel Viel, além de jovens promessas que já se destacam no cenário nacional do paradesporto. Ao todo, serão 96 atletas no evento - 61 de atletismo e 35 de natação.

Os Meetings são uma atualização aos tradicionais Circuito Regionais e Nacional, que já eram realizados pelo CPB desde 2005, para a temporada 2021. Além de São Paulo, que receberá competições em Campinas, Capital, Sertãozinho e Araraquara, mais quatro estados sediarão ao menos uma etapa de atletismo, natação e/ou halterofilismo até o dia 12 de dezembro: Sergipe (Aracaju), Pernambuco (Recife), Rio Grande do Norte (Natal) e Ceará (Fortaleza).

Campeão paralímpico nos 200m em Londres 2012 e presente em todos os Jogos Paralímpicos desde 2008, Alan Fonteles compete na classe T62 (para atletas com deficiência nos membros inferiores e que competem com prótese). Ele teve de amputar as duas pernas com 21 dias de vida devido a uma sepse (inflamação que se espalha pelo organismo diante de uma infecção).

"Fico muito feliz com o fato de o CPB organizar os Meetings no final do ano. É uma oportunidade para todos os atletas conseguirem encerrar 2021 em competição e com marcas expressivas para o ranking nacional", disse o velocista de 29 anos, que representará a Associação Paraolímpica de Campinas (APC).

Outros representantes da APC no Meeting, os irmãos Teodoro disputam provas na classe T12 (para atletas com deficiência visual). Ketyla foi bronze nos 400m nos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019, enquanto Kesley, de 30 anos, foi quarto lugar nos 100m nos Jogos do Rio 2016. Os irmãos têm a doença de Stargardt, uma patalogia genética que afeta a retina, e estiveram nos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

"As expectativas para o Meeting Loterias Caixa de Campinas são as melhores possíveis. Neste ano, eu só competi em Tóquio. Então, é uma forma de entrar no ano que vem em uma boa forma. Vou fazer o meu melhor em busca de marcas para o ranking nacional. Para nós, atletas, é muito importante essa oportunidade", disse Ketyla.

Além desses atletas, o Meeting Loterias Caixa de Campinas também contará com o baiano Josenilton Souza dos Santos, campeão da São Silvestre entre os cadeirantes em 2019, e a jovem promessa do Acre, José Armando Pimentel Zegarra Junior, velocista da classe T45 (atletas com deficiência nos membros superiores), que busca o recorde nacional nos 100m e 200m.

"Meu melhor tempo nos 100m é 12s02 [o recorde nacional é de José Roberto da Silva, que, em 2011, fez a prova em 12s79]. O Meeting é a competição mais importante do ano e a mais importante da minha vida, até aqui. Estou empolgado", comentou Armando.

Foto: Alê Cabral/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário