Atletas e ex-atletas publicam carta aberta criticando UIPM pela exclusão da equitação do pentatlo moderno - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Atletas e ex-atletas publicam carta aberta criticando UIPM pela exclusão da equitação do pentatlo moderno

Compartilhe

Mais de 650 atletas e ex-atletas de pentatlo moderno emitiram um voto de reprovação com a decisão do Presidente da Uniao Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM), Klaus Schormann, de retirar a equitação do programa da competição para Paris 2024.

O grupo também convocou os vice presidentes da UIPM, Juan Antonio Samaranch da Espanha, o membro do Comitê Olímpico Internacional, Joel Bouzou da França, Viacheslav Aminov da Rússia, Beriki Imashev do Cazaquistão e Juan Manzo Orañegui, juntamente com o secretário-geral Shiny Fang e os demais membros do Conselho Executivo a renunciar a seus cargos.

Um documento informativo revelou que os dirigentes tinham preocupação com o futuro do esporte, tendo em vistas as polêmicas de maus tratos de cavalos que foram levantados durante Tóquio 2020, principalmente a cena da atleta Annika Schleu batendo repetidamente em seu cavalo após refugada e essas circunstâncias foram o gatilho para a moção aprovada pelo Conselho Executivo aprovar a moção da retirada da equitação do programa do pentatlo moderno.

A decisão gerou comoção entre os atletas, que assinaram uma carta criticando a decisão e entre os atletas que assinaram fazem parte grandes campeões como, os campeões olímpicos em Tóquio 2020, os britânicos Joe Choong e Kate French, o medalhista de ouro olímpico em Londres 2012, o tcheco David Svoboda, e a medalhista de bronze em Sydney 2000, a britânica Kate Allenby.

“Como pentatletas, do passado e do presente, estamos chocados com a decisão do Conselho Executivo da UIPM de remover a disciplina equestre”, dizia trecho da carta.

“Sem consultar seus atletas e federações membros, a Diretoria Executiva minou 109 anis de Pentatlo Moderno”.

Em resposta à carta aberta, a UIPM disse: “A UIPM está plenamente ciente das preocupações expressas por atuais e ex-atletas em relação à decisão do Conselho Executivo de substituir a equitação do pentatlo moderno”.

“Todos os atletas que foram destinatários da carta aberta, estão convidados a participar de um diálogo sobre assunto para que possa entender melhor”.

“Todas as opiniões e ideias são bem-vindas e serão integralmente levadas em consideração para discussão da quinta disciplina”.

Em trecho da nota a UIPM afirmou que a decisão era “necessária para salvar o pentatlo moderno no futuro”.

O ciclismo tem sido cogitado como possível substituto para a equitação.

Foto:  Tatyana Zenkovich/ EPA

Nenhum comentário:

Postar um comentário