Rússia espera que menores de idade que irão a Pequim não precisem de quarentena para os Jogos


O presidente do Comitê Olímpico Russo, Stanislav Pozdnyakov, espera que os atletas menores de 18 anos não precisem cumprir quarentena de três semanas antes de participar dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pequim.

A China, que possui uma das regras mais duras anti covid-19 no mundo, requer quarentena de 21 dias, caso os atletas não estejam com as duas doses da vacina tomadas. Algumas exceções por casos médicos podem ser aceitas.

A Rússia ainda não aprovou nenhuma vacina para uso em menores de 18 anos, e atletas como da patinação artística não podem ser vacinados ainda. Pozdnyakov disse que como o ministro da saúde não aprovou nenhuma vacina ainda, não pode vacinar os menores por razões logicas.

Pozdnyakov disse ainda que existe um acordo entre os presidentes de comitês que os menores de 18 anos não podem ser forçados a ficar três semanas de quarentena na capital chinesa.

O dirigente espera que o país, que competirá como Comitê Olímpico Russo em virtude da punição imposta pela Agência Mundial Antidoping (WADA), deve enviar 216 atletas para a China, mas que a qualificação para os Jogos ainda está em aberto.

Foto: EPA

Postar um comentário

To Top