Medalhista mundial, velocista Alex Quiñonez é assassinado no Equador - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Medalhista mundial, velocista Alex Quiñonez é assassinado no Equador

Compartilhe


O velocista equatoriano Alex Quiñonez foi assassinado na sexta-feira (22) a noite em uma área próxima a um shopping em Guayaquil (ECU).

Quiñonez estava em um carro com o cantor Arcalla, quando homens desferiram tiros em direção aos dois, que acabaram por morrer. Suspeita-se de um assalto, mas não foi confirmado.

O Ministério do Desporto do Equador disse que as autoridades estavam investigando o homicídio do "melhor velocista da história do país" e expressou condolências aos familiares e amigos do atleta, de acordo com uma declaração.
O Equador encontra-se há quatro dias sob estado de emergência, decretado pelo Presidente do país, Guillermo Lasso, numa tentativa de combater o aumento da criminalidade.

O equatoriano, que tinha 32 anos, foi bronze nos 200m do Mundial de Atletismo de 2019, realizado em Doha (QAT). Quiñonez, entretanto, não competiu nos Jogos Olímpicos em Tóquio após ter sido suspenso por não informar o seu paradeiro em exames antidoping fora de competição faltando um mês para o evento.

Além do bronze mundial, Quiñonez também foi campeão dos 200m nos Jogos Pan-Americanos de 2019, evento em que ainda levou a prata nos 100m.

Foto|: S/Boué/The Team

Nenhum comentário:

Postar um comentário