USOPC vai exigir que todos os que irão a Pequim 2022 estejam vacinados contra a Covid-19



O Comitê Olímpico e Paralímpico dos Estados Unidos (USOPC) anunciou a exigência de que todos os atletas da delegação estadunidense nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022 terão que estar completamente vacinados contra Covid-19.

A CEO da organização escreveu em carta obtida pela The Associated Press que, a partir de 1º de novembro, será exigido que todos os atletas e funcionários da entidade sejam vacinados e que essa exigência também se aplicará a todos que forem a Pequim.

De acordo com informações, os atletas terão que apresentar comprovante de vacinação até o dia 1º de dezembro.

Vale lembrar que até o momento não existe nenhuma exigência por parte do Comitê Olímpico Internacional (COI) quanto aos atletas estarem vacinados para participar das competições organizadas pela entidade.

O time estadunidense que foi a Tóquio teve cerca de 83% dos mais de 600 atletas que fizeram parte da delegação vacinados, mas houve casos de esportistas que declararam abertamente não ter tomado a vacina, como o golfista Bryson DeChambeau e o nadador Michael Andrew.

A política do Comitê Olímpico e Paralímpico dos Estados Unidos diverge com o adotado por outras grande entidade esportiva do pais, como a NFL e a NBA que apesar de protocolos rígidos, não obrigara os atletas a estarem vacinados para competir.

Foto: Twitter


APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Postar um comentário

To Top