Por doping, Grã-Bretanha deve perder a prata do revezamento 4x100m masculino de Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Por doping, Grã-Bretanha deve perder a prata do revezamento 4x100m masculino de Tóquio 2020

Compartilhe

A Grã-Bretanha pode perder a medalha de prata conquistada no revezamento 4x100m masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio, depois que a contraprova do velocista CJ Ujah teve teste positivo para uma substância proibida no código antidoping. 

A ITA, órgão responsável por fazer a testagem antidoping, confirmou que o atleta testou positivo no mês passado para duas substâncias proibidas.

A amostra coletada foi considerada positiva para os modulares do receptor de andrógeno ostarina e S-23, que são substâncias usadas normalmente como contraceptivo hormonal masculino e como tratamento para perda de massa muscular e osteoporose.

Ujah solicitou a realização de análise da amostra B, e segundo o ITA, o resultado foi o mesmo. O caso agora será encaminhado ao Tribunal de Arbitragem da Divisão Antidopagem Esportiva (CAS ADD).

O ITA emitiu um comunicado informando sobre resultado adverso e que já encaminhou a situação ao órgão responsável, e que conduzirá o processo para punição do atleta a até mesmo para a punição da equipe medalhista de prata olímpica.

Logo após o primeiro resultado, Ujah havia declarado estar completamente chocado e arrasado e completou dizendo que “não era um trapaceiro e que eu nunca tomaria intencionalmente uma substância proibida”.

O britânico competiu em Tóquio no 4x100 m com os companheiros Zharnel Hughes, Richard Kilty e Nethaneel Mitchell-Blake, que podem perder suas medalhas.

Em caso de desclassificação, a prata nos Jogos passará para o Canadá e o bronze para a China. A Itália foi a campeã.


Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário