Marivana Oliveira da Nóbrega é prata no arremesso de peso F35 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Marivana Oliveira da Nóbrega é prata no arremesso de peso F35

Compartilhe
Marivana Oliveira da Nóbrega com mão para frente e boca aberta após um arremesso


É prata! O Brasil abriu o nono dia de disputas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, nesta quarta (01º), com uma medalha de prata. A alagoana Marivana Oliveira da Nóbrega foi a segunda colocada na final do arremesso de peso F35, com 9,15m, e faturou sua segunda medalha paralímpica da carreira. O ouro foi para a ucraniana Mariia Pomazan, e o bronze ficou com Anna Luxova, da República Tcheca.

Natural de Maceió, Marivana conseguiu seu melhor arremesso logo na primeira tentativa. Depois, manteve registros constantes na casa dos 8 metros e não foi ultrapassada pelas rivais, que praticamente travaram um duelo pelo bronze. Assim, a brasileira ficou com a prata e subiu um degrau no pódio em relação a Rio-2016, quando foi bronze. Pomazan marcou 12,24m para o ouro e Luxova, 8,60m.

Além do bronze paralímpico, Marivana chegou em Tóquio tendo sido terceira colocada no último Mundial de atletismo, disputado em 2019 e com certo favoritismo. Ela, que tem 31 anos, entrou na prova com a segunda melhor marca entre as inscritas e ainda conseguiu obter o melhor da temporada, ficando a 0,37m de seu recorde pessoal (9,47m).

Esta foi a 49ª medalha do Brasil na Paralimpíada de Tóquio, sendo a 13ª de prata. O país ainda soma 15 ouros e 21 bronzes, ocupando a sétima colocação parcial no quadro geral de medalhas. Outras medalhas ainda poderão vir nesta sessão do atletismo, que conta com brasileiros em outras quatro finais.

Foto: Wander Roberto/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário