Marcus D'Almeida faz história e é vice-campeão mundial de tiro com arco - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Marcus D'Almeida faz história e é vice-campeão mundial de tiro com arco

Compartilhe


Histórico! O brasileiro Marcus Vinicius D'Almeida fez história no Mundial de tiro com arco, que foi encerrado neste domingo (26), em Yankton (USA), ao conquistar a medalha de prata na competição individual. Ele venceu quatro combates em sua campanha e perdeu a final para o sul-coreano Kim Woojin, por 7 a 3. O estadunidense Brady Ellison foi bronze.

Marcus teve uma trajetória praticamente impecável na competição. Ele foi o segundo colocado entre 102 atletas na fase de ranqueamento e garantiu uma boa chave no mata-mata, entrando apenas na terceira rodada. Nas preliminares, venceu dois atletas e chegou à sessão das finais, disputada neste domingo, quando também passou por mais dois combates até cair na final.


Este foi a primeira medalha do Brasil em Mundiais de tiro com arco, mas não foi o primeiro resultado de expressão de Marcus, que tem 23 anos. Em 2014, ele foi vice-campeão nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Nanjing (CHN). Há quase dois meses, na Olimpíada de Tóquio, o brasileiro parou nas oitavas de final e conquistou o melhor resultado brasileiro da história do tiro com arco.

Vale destacar que o Mundial de tiro com arco marcou outras performances excepcionais dos arqueiros brasileiros. Além de Marcus, a equipe feminina também chegou nas fases decisivas, mas parou nas semifinais e acabou derrotada na disputa do bronze, ficando sem medalha.

Pela medalha de bronze no individual masculino, o turco Mete Gazoz, campeão olímpico em Tóquio, enfrentou Ellison e acabou sucumbindo para o estadunidense pelo placar de 6 a 2.

Pódio individual masculino Mundial de tiro com arco, com Marcus D'Almeida

TRAJETÓRIA DE MARCUS ATÉ A FINAL

Em seu primeiro combate do dia, pelas quartas de final, Marcus superou o turco Samet Ak numa atuação quase perfeita. Ele venceu os dois primeiros sets acertando cinco flechas no 10 e uma no 9. Com 4 a 0 de vantagem, Marcus acertou três vezes o 9 no terceiro set, mas ainda assim conseguiu avançar depois que o adversário tirou um 7.

Já pela semifinal, o carioca teve o estadunidense Brady Ellison, atual recordista mundial e um dos favoritos ao título. O primeiro set terminou empatado em 28 pontos, com um 10 e duas flechas no 9. O segundo set voltou a ser equilibrado, com os dois acertando as três flechas no 10, colocando o placar em 2 a 2.

D'Almeida fez um terceiro set ruim, com um 9 e dois 8, e perdeu para Ellison por 29-25, ficando com a 4 a 2 de desvantagem No quarto set, o brasileiro voltou ao melhor nível, vencendo com dois 10 e um 9, fechando em 29-25 e empatando em 4 a 4. Na parcial decisiva, D'Almeida começou com 8, mas se recuperou com dois 10, fechando em 28 pontos, e superou o adversário por um ponto.


FINAL

Na final, Marcus duelou com o bicampeão olímpico por equipes, o sul-coreano Kim Woo-jin. No primeiro set, Woo-jin foi melhor com 28 pontos, superando o brasileiro, que esteve abaixo novamente e fez apenas 26 pontos. Já no segundo set, o brasileiro acertou apenas uma flecha no dez, somando 28 contra 29 do sul-coreano, que abriu 4-0.


Pelo terceiro set, D'Almeida voltou ao melhor, com três notas 10, vencendo Woo-jin por 30-27 e diminuindo para 4-2 a diferença. D'Almeida, no quarto set, fez 28 empatando com o sul-coreano e o placar ficou em 5-3. No quinto set,  Woo-jin foi perfeito e venceu o brasileiro por 29-27, fechando em 7-3, levando o título mundial.

Marcus Vinicius D'Almeida com a medalha de prata no Mundial de 2021

Foto de capa: World Archery

Nenhum comentário:

Postar um comentário