Duda Amorim anuncia não ter mais planos de jogar pela seleção brasileira

Duda Amorim

Melhor jogadora de handebol do mundo na última década, Duda Amorim anunciou nesta segunda-feira (13) que não planeja jogar pela seleção brasileira em um novo ciclo. Ela já não aparece na convocação da equipe para o Campeonato Centro-Sul-Americano, torneio que dará vagas para o Mundial deste ano, em lista divulgada mais cedo. 

"Muitas pessoas estão me perguntando sobre a convocação. Por enquanto, minha decisão é de não ir mais pra Seleção. Não tenho planos para participar do ciclo todo, então prefiro me retirar nesse momento", disse a armadora esquerda através de suas redes sociais, deixando em aberto um possível retorno no futuro.

Natural de Blumenau, em Santa Catarina, Duda tem 34 anos e é considerada a principal referência do handebol brasileiro. Com a camisa da seleção, ela disputou quatro Olimpíadas (de Pequim 2008 a Tóquio 2020), foi campeã mundial em 2013 e tricampeã dos Jogos Pan-Americanos (Rio 2007, Guadalajara 2011 e Lima 2019).

A última participação de Duda pelo Brasil foi na Olimpíada de Tóquio, quando a equipe acabou eliminada ainda na primeira fase após uma campanha de uma vitória, um empate e três derrotas. A armadora fez 13 gols nos cinco jogos.

Em sua trajetória individual, a catarinense foi eleita a melhor jogadora do mundo em 2014 e a melhor jogadora da década. Ela atua no handebol europeu desde 2005 e trocou de clube para esta temporada, deixando a Hungria e indo para o Rostov, da Rússia. Em sua estreia, a brasileira marcou dois gols no triunfo da equipe na Champions League.

Foto de capa: Gáspar Nobrega/COB

0 Comentários