Brasil vence o Peru em abertura do Campeonato Sul-Americano


O Brasil iniciou com a mão direita o Campeonato Sul-Americano feminino de vôlei. Na estreia da competição nesta quarta-feira (15), as brasileiras venceram o Peru por 3 sets a 0 (25/17, 25/23 e 25/18) em torneio disputado em Barrancabermeja, na Colômbia.


As ponteiras Gabi e Natália foram os destaques, com 12 e 13 pontos respectivamente. O técnico Zé Roberto Guimarães escalou como titular a levantadora Macris, a oposta Ana Cristina, as centrais Carol e Carol Gattaz, a líbero Nyeme, além das pontas - já citadas - Gabi e Natália. 


Nyeme, por sinal, fez a estreia na seleção brasileira principal após passagens por seleções de base. Carol também se destacou com sete pontos de bloqueio dos 12 da seleção brasileira, que contou com mais de 20 erros como ponto negativo do confronto.


As peruanas iniciaram a partida com as centrais De La Peña e Illescas, as ponteiras Ortiz e Frias, a levantadora Almeida, a oposta Regalado e a líbero Patino.


O jogo

Com 6 pontos de bloqueio, o Brasil não teve problemas para fechar o primeiro set em 25/17. A seleção brasileira ainda teve 13 pontos de ataque contra 7 das peruanas, mas errou mais que o Peru, o que mostra uma diferença técnica altíssima.


 

O alto número de erros da seleção brasileira foi sentido nos pontos iniciais do segundo set, onde as brasileiras já haviam errado quatro vezes antes do décimo ponto. O Peru chegou até a ficar na frente do placar, mas logo a Carol bloqueou duas vezes seguidas para fazer 11 a 9 no placar. E foi assim que se manteve o set, equilibrado. A decisão da parcial ficou por conta de um erro peruano para dar números finais em 25/23 para o Brasil. 


O bloqueio do Brasil voltou a brilhar no terceiro set e logo o Brasil abria uma vantagem no placar. Zé Roberto optou, então, em fazer mudanças, colocando Bia, Mayany e Kasiely em quadra - assim como propondo inversão de 5-1 com Roberta e Lorenne. Mesmo errando bastante a seleção brasileira conseguiu a vitória.


Foto em destaque: Pedro Pardo/AFP

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Postar um comentário

To Top