Brasil vence Marrocos por 1 a 0 e enfrentará a Argentina na final - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Brasil vence Marrocos por 1 a 0 e enfrentará a Argentina na final

Compartilhe
Os jogadores brasileiros, de camisa azul e calções brancos, se reúnem debaixo de chuva para comemorar o gol. Na imagem, Cássio e Tiago, dois homens brancos, estão de braços abertos para abraçar Jeffinho, homem preto, que vai até ao banco de reservas para comemorar com os colegas


O Brasil venceu nesta quinta-feira (02) o Marrocos por 1 a 0 e se classificou para a final do torneio de futebol de 5 dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. A vitória veio com gol contra de Bekra no segundo tempo. A final é sábado (04), às 05h30, contra a Argentina, que venceu a China por 2 a 0 na primeira semifinal.


Essa é a segunda final paralímpica contra os hermanos. A primeira foi em 2004, quando a modalidade entrou no programa dos Jogos. O Brasil foi campeão de todas as edições até aqui (quatro vezes) e busca o pentacampeonato em Tóquio.


O jogo

O primeiro tempo terminou em 0 a 0, mas não foi tão equilibrado. Com mais posse de bola (60%), o Brasil era quem mais atacava, porém acabava finalizando pouco ao gol, apenas três vezes. Foram oito finalizações no total e 15 escanteios para a seleção brasileira. A seleção marroquina chegou três vezes e mandou só um chute ao gol. 


O técnico Fábio Vasconcelos, chegou a fazer algumas alterações durante o primeiro tempo, chegando a deixar Ricardinho e Jeffinho no campo ao mesmo tempo, colocando o time pra frente. Com o jogo truncado, a ideia não surtiu efeito.


No intervalo, Tiago entrou no lugar de Jeffinho. Com dois minutos, Cássio chegou a se livrar de dois marcadores, mas na hora de bater, chutou fraco e o goleiro marroquino defendeu com tranquilidade. A seleção marroquina chegou com perigo em cobrança de falta feita por Snisla, tirando tinta da trave direita do goleiro Luan.


Jeffinho respondeu com uma linda jogada individual, saindo da marcação, mas o chute acabou indo para fora. Foi o próprio, que aos sete minutos, repetiu o lance e desta vez contou com a infelicidade de Berka, que acabou tocando a bola para o próprio gol, abrindo o placar.


Dois minutos depois, Raimundo tentou o segundo, mas acabou preso na marcação e perdeu o tempo do chute. Aos 16 minutos, Snisla chutou de média distância no canto e Luan caiu para fazer a defesa. A seleção manteve o domínio do jogo, apesar de levar um susto a dois minutos do fim.


Foto em destaque: Alê Cabral/ CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário