Brasil conquista mais três medalhas na natação paralímpica; Daniel Dias se despede com 4º lugar nos 50m livre - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Brasil conquista mais três medalhas na natação paralímpica; Daniel Dias se despede com 4º lugar nos 50m livre

Compartilhe
Daniel Dias se apoia na borda da piscina. Usando touca e óculos pretos, ele faz um olhar contemplativo

A despedida de uma lenda! Com o quarto lugar na final dos 50m livre S5, Daniel Dias pendurou a sunga e encerra a carreira mais vitoriosa do esporte paralímpico brasileiro

Em sua prova final, Daniel tinha forte concorrência dos três atletas chineses. E foram eles quem barraram o brasileiro de conquistar uma medalha em sua última disputa. Zheng Tao levou o ouro com 30.31, novo recorde paralímpico. Prata para Yuan Weiyi (31.11) e bronze para Wang Lichao (31.35). Daniel Dias completou a prova em 32.12.

CAROL SANTIAGO É OURO NOS 100M PEITO

Carol Santiago se segura na borda da piscina e olha para o lado
Carol Santiago na piscina do Centro Aquático de Tóquio - Foto: Miriam Jenske/CPB
Três vezes Carol! Maria Carolina Santiago venceu sua terceira prova nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Dessa vez, o ouro veio na final dos 100m peito feminino SB12 com boa vantagem para as adversárias.

Carol Santiago tinha o melhor tempo de balizamento da prova e confirmou o favoritismo com folgas. A brasileira liderou a prova desde o início e praticamente o tempo todo se manteve com um corpo de vantagem para Daria Lukianenko do Comitê Paralímpico Russo que ficou na segunda colocação. Yaryna Matlo da Ucrânia levou o bronze.

A vitória veio com um novo recorde paralímpico. Carol completou a prova em 1:14.89, diminuindo um segundo e meio da marca anterior da cipriota Karolina Pelendritou dos Jogos de Londres-2012. Com essa medalha, Carol Santiago encerra a sua participação em Tóquio-2020 com cinco medalhas: três ouros, uma prata e um bronze, sendo a mulher com mais medalhas até o momento na competição, empatada com a italiana Carlotta Gilli.

Na final, o Brasil também contou com a participação de Lucilene Sousa. Lucilene concluiu a prova em 1:30.25, ficando na 5ª posição.

TALISSON GLOCK E CECÍLIA ARAÚJO SOBEM AO PÓDIO


Talisson Glock conquistou o bronze nos 100m livre masculino S6, na manhã desta quarta-feira (1º). Na final, o brasileiro se colocou na briga pelas medalhas no começo, virando nos 50 metros na quarta posição. Nos metros finais, Talisson foi se aproximando do chinês Jia Hongguang que virou em primeiro, mas não conseguiu manter o ritmo no fim. 

Talisson Glock se apoia na borda da piscina, com um braço cheio de tatuagens, olha para o lado e sorri
Talisson Glock na piscina do Centro Aquático de Tóquio - Foto: Ale Cabral/CPB

Numa disputa acirrada, o brasileiro confirmou o bronze na batida, terminando a prova dez centésimos na frente de Jia. A marca de 1:05.45, é a melhor da vida de Talisson. O italiano Antonio Fantin, confirmou o favoritismo e levou o ouro com 1:03.71, novo recorde mundial. A prata foi para a Colômbia com Nelson Crispim completando a prova em 1:04.82.

Na final dos 50m livre feminino S8, Cecília Araújo conquistou a medalha de prata. A brasileira completou a prova em 30.83, sendo superada apenas pela russa Viktoriia Ishchiulova que levou o ouro com 29.91. Xenia Palazzo da Itália levou o bronze (31.17).

Foto de capa: Matsui Mikihito/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário