Xander Schauffele impede zebra histórica e fica com o ouro olímpico no golfe - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Xander Schauffele impede zebra histórica e fica com o ouro olímpico no golfe

Compartilhe

O golfista estadunidense Xander Schauffele conquistou neste domingo (1º), a medalha de ouro olímpica em Tóquio 2020, após concluir o campo do Kasumigaseki Country Club, com 18 tacadas abaixo do par. Mas para isso, ele precisou superar o eslovaco Rory Sabbatini com apenas uma jogada de vantagem, para recolocar os Estados Unidos no lugar mais alto do pódio no golfe olímpico após 121 anos.

Apesar de encontrar dificuldades nesta última rodada, Schauffele fez sua segunda melhor volta no torneio, terminando o evento com 266 tacadas (68-63-68-67). Ele disparou neste domingo, cinco birdies e um bogey, no buraco 14, quando tinha três jogadas de vantagem na liderança do campeonato. Mas um final sólido nesta volta garantiu ao estadunidense a medalha de ouro.


O que poucos talvez tenham notado ao longo da volta, era o desempenho do golfista eslovaco Rory Sabbatini, que sequer estava no top-10 da classificação antes do início da última rodada. Pouco a pouco o atleta foi escalando a tabela, terminando o dia com um eagle, dez birdies e dois bogeys, dez tacadas abaixo do par.

O desempenho mágico garantiu a Sabbatini, uma inimaginável medalha de prata. Esse foi o terceiro pódio da Eslováquia em Tóquio 2020. O país tinha até então uma medalha de ouro no tiro esportivo, categoria trap, com Zuzana Stefecekova e uma prata na canoagem slalom caiaque, Jakub Grigar.

Zebra pelo bronze

A disputa pela medalha de bronze foi ainda mais insana. Sete golfistas empataram com -15, na terceira colocação: Pan CT (TPE), Collin Morikawa (USA), Mito Pereira (CHI), Sebastian Muñoz (COL), Rory McIlroy (IRL), Matsuyama Hideki (JPN) e Paul Casey (GBR).

Logo na primeira rodada do playoff, Matsuyama e Casey foram eliminados ao acertarem o buraco extra com uma quantidade maior de tacadas que seus adversários. Na rodada seguinte de playoff, foi a vez de Munõz dizer adeus ao bronze. Por fim, Pereira e McIlroy ficaram de fora, restando apenas Pan e Morikawa.

Mas com um par num novo buraco extra, quem levou a melhor foi Pan CT, de Taipé Chinês, que superou o duas vezes campeão de Major Morikawa, para ficar com a medalha de bronze.  

O torneio feminino de golfe em Tóquio 2020 começa na próxima quarta-feira (4).

Quem é Xander Schauffele

Esse é o quinto e maior título na carreira de Schauffele, atleta de 27 anos, nascido em San Diego. Tornou-se profissional em 2015 e no ano seguinte já estava no PGA Tour. Rapidamente demonstrou desempenhos grandiosos nos Majors, sendo vice-campeão empatado no The Open de 2018 e no Masters de 2019, além de ter sido terceiro colocado empatado no US Open de 2019.

Curiosidades

- Xander Schauffele é o quarto campeão olímpico do golfe masculino. Antes dele, apenas Charles Sands (USA / Paris-1900), George Lyon (CAN / St. Louis-1904) e Justin Rose (GBR / - Rio de Janeiro-2016) haviam conquistado a medalha de ouro.

- O pódio também é muito restrito nesta modalidade, principalmente entre os homens. Apenas quatro países (Estados Unidos, Grã-Bretanha, Canadá e Suécia) tinham recebido medalhas olímpicas até então. Com o fim do evento em Tóquio 2020, mais duas nações entraram para esse seleto grupo: Eslováquia e Taipé Chinês.

- Schauffele não conquistava um título nos circuitos de golfe, desde janeiro de 2019. Seu último caneco foi erguido no torneio Sentry Tournament of Champions, do PGA Tour.

Foto: Murad Sezer/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário