Thalita Simplício é prata nos 400m rasos T11 na primeira de suas três provas em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Thalita Simplício é prata nos 400m rasos T11 na primeira de suas três provas em Tóquio 2020

Compartilhe

 

Thalita Simplicio e seu guia Felipe Veloso

Thalita Simplicio chegou ao Estádio Olímpico como uma das favoritas para a final dos 400m rasos do T11 dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, para deficientes visuais e fez valer sua condição, conquistando de forma indiscutível a medalha de prata numa prova disputadíssima, alcançando seu primeiro pódio individual em Jogos Paralímpicos.

Guiada por Felipe Veloso, a potiguar havia se classificado com o melhor tempo na semifinal, mas tinha na chinesa Liu Cuiqing, recordista mundial e paralímpica, uma grande rival. Numa prova mágica da chinesa, guiada por Xu Donglin, a asiática disparou desde o início, batendo seu próprio recorde paralímpico com 56.25 e o bicampeonato paralímpico. 

Na reta final, as três sul-americanas chegaram lado a lado, com leve vantagem para a venezuelana Linda Patricia Perez Lopez. Porém, Thalita se segurou bem na prova, guardando energia para um arranque final para fechar com a segunda colocação, em 56.80, sua melhor marca da carreira.

A colombiana Angie Lizeth Pabon Mamian ficou com o bronze com 57.46, a frente de Perez, quarta com 57.71.

Foi a 18ª medalha do Brasil em Tóquio 2020, que agora contabiliza agora tem 6 ouros, 5 pratas e 7 bronzes, ocupando a sexta colocação do quadro de medalhas.

Aos 24 anos, a natural de Natal ainda disputa os 200m e 400m, com ótimas chances de levar mais medalhas para o Brasil.

Foto: Alê Cabral


Nenhum comentário:

Postar um comentário