Tatiana Weston-Webb se classifica para as quartas de final da etapa do México da WSL


A surfista brasileira Tatiana Weston-Webb se classificou nesta quinta (12) para as quartas de final da etapa de Barra de La Cruz, México da WSL (Liga Mundial de Surfe) após eliminar Sage Erickson na terceira fase. Silvana Lima também competiu e acabou sendo derrotada pela medalhista de ouro em Tóquio, Carissa Moore.


Beneficiada por uma punição por interferência, Tati se classificou após vencer a norte-americana por 15.57 a 3.43. No início da bateria, a brasileira tinha a prioridade e Sage acabou entrando na mesma onda, caracterizando a infração.


Em decorrência da punição apenas uma onda seria computada pela estadunidense. Por isso, Tati conseguiu se classificar com tranquilidade com notas 8.67 e 6.90. Na próxima fase, a brasileira irá enfrentar a australiana Stephanie Gilmore.


A cearense Silvana Lima lutou bastante mas acabou derrotada mais uma vez por Clarissa Moore. A havaiana já havia derrotado a brasileira nos Jogos Olímpicos e dessa vez venceu por 16.37 a 15.33. A campeã olímpica conseguiu encaixar uma excelente onda no meio da série, surfando com muita fluidez e fez 9.50, a maior nota da competição levando em conta as duas categorias.

As notas da brasileira também foram altas sendo um 8.00 e um 7.33. A um minuto do fim, Silvana entrou numa boa onda e vinha conectando as manobras muito bem juntando pancadas no lip com boas rasgadas, porém ela acabou caindo pouco antes da finalização e não conseguiu a virada.


Segundo a direção de competição da liga, a fase quartas de final pode acontecer ainda nesta quinta, caso não seja possível, a realização desta fase será na sexta a partir das 09h30 de Brasília.


Foto em destaque: Tony Heff/ WSL

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Postar um comentário

To Top