Seleção brasileira de handebol masculino é derrotada pela Alemanha e dá adeus aos Jogos Olímpicos - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Seleção brasileira de handebol masculino é derrotada pela Alemanha e dá adeus aos Jogos Olímpicos

Compartilhe

Em partida muito difícil, marcada por muitas falhas de finalização, a seleção brasileira de handebol masculino foi derrotada pela Alemanha por 29 a 25 e deu adeus aos Jogos Olímpicos de Tóquio ainda na primeira fase.

O Brasil teve apenas 53% de aproveitamento nos remates ao gol e desperdiçou dois contra-ataques que poderiam ter sido fundamentais para um resultado melhor. A Alemanha, por sua vez, teve três suspensões de dois minutos e mesmo assim conseguiu ser mais eficiente na defesa.

Com um ataque calibrado, a Alemanha registrou 66% de acerto dos disparos ao gol e marca muito superior à do Brasil. Com a vitória, a seleção alemã garantiu o quarto lugar no Grupo A, com seis pontos ganhos, avançando às quartas de final em Tóquio 2020.

Primeiro tempo

Paul Drux abriu o placar do jogo para a Alemanha, mas logo na sequência, Haniel fez um forte disparo para o fundo do gol, para empatar o jogo. Apesar de cometer um turnover nos primeiros minutos, o Brasil se colocou bem na partida e não deixou a Alemanha já impor um ritmo mais forte.

O Brasil assumiu a liderança do placar aos 7:48, com um belo gol de Felipe Borges, levando o marcador ao 4-3. O jogo seguiu muito equilibrado, até que aos 16:34, com a partida empatada em 6-6, o goleiro brasieliro Leonardo Terçariol, o Ferrugem, sofreu uma lesão e precisou ser substituído por Rangel.

No ataque, o Brasil seguiu bem. Pela primeira vez nossa seleção conseguiu abrir dois gols de vantagem, com um remate de Leonardo Dutra, aos 18:59 (8-6). A nove minutos do fim do primeiro tempo, a Alemanha recebeu sua primeira punição de dois minutos, após falta de Finn Lemke.

No entanto, o Brasil não conseguiu aumentar sua vantagem durante o power play. Sofreu um gol, marcado por Steffen Weinhold, e depois, anotou um com João Pedro. Mas após uma série de passes errados e escolhas ruins de jogada, a Alemanha voltou a liderar o placar, com 13 a 12 e gol de Timo Kasrening.

A Alemanha seguiu forte no final do primeiro tempo e anotou mais três tentos, fechando com uma vantagem por quatro gols (16-12). O destaque do time foi Weinhold, que fez cinco arremates ao gol e anotou quatro tentos. No lado da seleção brasileira, os destaques foram Felipe Borges e Fabio Chiuffa, ambos com três gols e 100% de aproveitamento nos disparos.

Foto: Jonne Roriz/COB


Segundo tempo

Sem intensidade, nossa seleção viu a Alemanha ampliar ainda mais a vantagem, que subiu para seis gols. Ao longo da segunda parcial, as duas equipes passaram a cometer muitos erros de passe e perdas de posse de bola.

Aos 15:42 o Brasil conseguiu reduzir para quatro tentos a vantagem alemã, com gol de Leonardo Dutra, deixando o marcador em 22-18. Porém, apesar do acerto no ataque, o setor defensivo nossa seleção não conseguia melhorar.

Nem mesmo as falhas alemãs ajudaram o Brasil a encostar mais no placar. Os brasileiros entraram nos dois últimos minutos da partida, três tentos atrás. A Alemanha ainda teve tempo de dois gols, enquanto nossa seleção desperdiçou muitas finalizações. Desta forma, a equipe adversária deu número finais ao jogo, com 29 a 25, garantindo sua vaga nas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Foto: Jonne Roriz/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário