Paulo André fica em último em sua bateria e está fora da final dos 100m rasos - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Paulo André fica em último em sua bateria e está fora da final dos 100m rasos

Compartilhe


Primeiro brasileiro em uma semifinal olímpica dos 100 metros rasos desde Vicente Lenilson em Atenas-2004, Paulo André Camilo de Oliveira queria mais: um lugar na final dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Porém, o capixaba de 22 anos não fez uma boa prova na manhã deste domingo (01), terminando na 8ª posição de sua bateria com o tempo de 10.36, bem abaixo de sua melhor marca pessoal de 10.02 e longe da final.

Largando na terceira e última bateria semifinal, Paulo André ficou para trás logo de cara, sem conseguir atingir uma aceleração que o colocasse próximo dos líderes. A vitória ficou com o chinês Su Bingtian, que quebrou o recorde asiático com 9.83. O americano Ronnie Barker marcou o mesmo tempo e chegou em segundo nos milésimos. Lamont Jacobs, da Itália (9.84) e Akani Simbine, da África do Sul (9.90) também pegaram vaga por tempo.

“Minha prova foi bem estranha", disse o brasileiro após a bateria. "Tomei um susto com o (Bingtlan) Su pulando na minha frente. Foi um tempo bem alto mesmo, eu sei. Estou processando tudo o que aconteceu, mas nossa realidade é o revezamento 4x100m, não podemos fugir disso. Tenho objetivo muito grande nos 100m, sei que o Brasil apostava muito nesses 9s, mas Jogos Olímpicos são isso. Se os 100m não permitem erro, os Jogos Olímpicos muito menos."

Ele também comentou sobre a pressão para se tornar o primeiro brasileiro a correr os 100 metros abaixo dos 10 segundos. "A pressão existe desde os meus 18 anos, quando corri 10.06. Cheguei muito perto. De lá pra cá, corri cinco vezes abaixo de 10.05. Os Jogos Olímpicos têm atmosfera diferente e, junto com os 100m, não permite falha em nenhum momento. É tudo muito rápido, tudo muito intenso, e isso pode ser fatal. Estou nos meus primeiros Jogos Olímpicos e tenho que analisar o que errei até aqui".

Na primeira bateria da noite japonesa, avançaram o americano Fred Kerley (9.96) e o canadense Andre DeGrasse (9.98); na segunda, o britânico Zharnel Hughes (9.98) e o nigeriano Enoch Adegoke (10.00) se classificaram. Destaque para Trayvon Bromell (USA), favorito ao ouro que ficou de fora da decisão com o mesmo tempo de Adegoke, mas atrás no photo finish. A final é ainda na manhã deste domingo, às 09h50.

Agora, Paulo André volta suas atenções para o revezamento 4x100 do Brasil, campeão do Mundial de Revezamentos de 2019 e candidato à medalha em Tóquio. As baterias eliminatórias estão programadas para a noite de quinta-feira (05).

Foto: Wander Roberto/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário