Em bateria com recorde mundial, Carlos Soares fica em último na Perseguição do Ciclismo de Pista - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Em bateria com recorde mundial, Carlos Soares fica em último na Perseguição do Ciclismo de Pista

Compartilhe
Carlos Alberto Gomes SOares e Mikhail Astashov em disputa do Ciclismo

O brasileiro Carlos Alberto Gomes Soares terminou em décimo e último lugar na Perseguição Individual do C1 3.000m do Ciclismo de Pista. Ele completou a prova em 4 minutos, 26 segundos e 763 centésimos. Ele volta para o Velódromo de Izu, a 150km de Tóquio para a disputa do Contrarrelógio, na madrugada de quinta para sexta-feira.


12 atletas pedalam abaixo do recorde mundial nesta noite

Três provas foram disputadas, todas pela Perseguição Individual de 3.000m no Velódromo de Izu pelos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.


Ainda no C1, disputando a bateria contra Carlos Soares, o russo Mikhail Astashov bateu o recorde mundial com 3:35.954  e disputará a medalha de ouro contra o canadense Tristen Chernove, que fez 3:40.591. Se classificaram para a disputa do bronze o chinês Li Zhangyu (3:41.164) e o espanhol Ricardo Ten Argiles (3:42.795). Todos estes pedalaram abaixo do recorde mundial anterior a Tóquio 2020.


Na mesma prova, mas para atletas C2, o belga Ewoud Vromant marcou 3:30.290 e pulverizou sua antiga marca mundial, feita em 2020, se classificando para a final contra o francês Alexandre Leaute. Pelo bronze, pedalarão Darren Hicks, da Austrália e Liang Guihua, da China. Todos os quatro, além do japones Kawamoto Shota, quinto colocado, completaram o percurso abaixo do antigo recorde mundial.

Finlay Graham comemora recorde mundial
Escocês sensação do ciclismo britânico comemora recorde mundial, que seria batido em poucos minutos

Um domínio britânico marcou o C3 O jovem de 21 anos Finlay Graham bateu com folga o recorde mundial com 3:19.780, mas viu o compatriota Jaco van Gass fazer 3:17.593 logo em sequência, marcando um confronto de gerações na final, já que van Gass tem 35 anos. O australiano David Nicholas bateu o antigo recorde mundial na última bateria e enfrentará novamente o espanhol Eduardo Santas Asensio pelo bronze.


Países Baixos leva primeiro ouro do dia no ciclismo


Na primeira prova do dia, Larissa Klaassen, dos Países Baixos venceu o Contrarrelógio feminino B - 1.000 metros, com o tempo de 1:05.291, batendo recorde paralímpico. A britânica Aileen McGlynn OBE levou a prata, com 1:06.743, ficando a frente da belga Griet Hoet, bronze com 1:07.943.


Fotos: Reprodução / Youtube oficial - Paralympic Games

Nenhum comentário:

Postar um comentário