Com chance de dobradinha, Brasil classifica cinco atletas para as finais da natação do sétimo dia da Paralimpíada - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Com chance de dobradinha, Brasil classifica cinco atletas para as finais da natação do sétimo dia da Paralimpíada

Compartilhe
Carol Santiago nada entre as raias centrais, usando maiô verde, touca e óculos amarelos

Após sair sem medalhas pela primeira vez na natação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, o Brasil deve se recuperar nas finais desta terça-feira (31). Cinco nadadores se classificaram para a disputa das medalhas.

A maior expectativa é para a final dos 100m livre feminino S12, para nadadoras com deficiência visual. Ouro nos 50m, Carol Santiago chegou como favorita  e se classificou para a final com o 3º melhor tempo. Carol se controlou na primeira metade da prova e apertou no final para ultrapassar a britânica Hannah Russel no fim e vencer a segunda bateria com um tempo de 1:01.79.

Uma das principais concorrentes de Carol é outra brasileira: Lucilene Sousa. A jovem de apenas 21 anos se classificou com o 2º melhor tempo no geral: 1:01.61. Lucilene ficou atrás apenas da russa Daria Pikalova que venceu a primeira série com 59.48 e deve ser a principal rival das brasileiras.

Lucilene e Carol também vão nadar o revezamento 4x100m livre misto até 49 pontos. Nesse tipo de revezamento, a equipe escala quatro nadadores das classes para pessoas com deficiência visual, desde que a soma do número das classes dos atletas não ultrapasse 49. O Brasil vai com Lucilene Sousa (S12), Carol Santiago (S12), Douglas Matera (S13) e Wendell Belarmino (S11).

Outra candidata ao pódio é Mariana Gesteira que fez o melhor tempo das eliminatórias dos 100m livre feminino S9. A brasileira venceu a primeira bateria com um tempo de 1:03.56. Na mesma prova, Cecília Araújo, que é da classe S8, ficou na 20ª posição com 1:16.87.

Patrícia Pereira fez a 3ª melhor marca nos 50m peito feminino SB3. A brasileira teve uma boa disputa pelo segundo lugar da sua série contra a estadunidense Leanne Smith, com Patrícia terminando na doze centésimos na frente com 1:03.37. Já nos 400m livre masculino S8, Caio Amorim avançou com o 5º melhor tempo: 4:38.44.

Em busca da sua quarta medalha paralímpica, Gabriel Bandeira avançou para a final dos 200m medley masculino, da classe SM14, para pessoas com deficiência intelectual. Gabriel fez 2:15.35 e se classificou com o sexto melhor tempo. João Pedro Brutus ficou em 16º lugar com 2:21.20. Na versão feminina da prova, as três brasileiras que caíram na água não avançaram. Ana Karolina Soares ficou em 15º lugar (2:47.37), Beatriz Borges Carneiro foi a 16ª (2:48.48) e Débora Borges Carneiro terminou na 17ª posição (2:48.58).

O Brasil ainda teve Laila Suzigan (que é da classe S6) ficou em 9º lugar nos 100m livre S7 com 1:17.12, Phelipe Andrews em 11º lugar nos 100m borboleta S10 com 1:01.00 e Bruno Becker  na 10ª posição nos 50m peito masculino SB2, com um tempo de 1:48.10.

Foto de capa: Wander Roberto/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário