Com chance de dobradinha, Brasil classifica cinco atletas para as finais da natação do sétimo dia da Paralimpíada

Carol Santiago nada entre as raias centrais, usando maiô verde, touca e óculos amarelos

Após sair sem medalhas pela primeira vez na natação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, o Brasil deve se recuperar nas finais desta terça-feira (31). Cinco nadadores se classificaram para a disputa das medalhas.

A maior expectativa é para a final dos 100m livre feminino S12, para nadadoras com deficiência visual. Ouro nos 50m, Carol Santiago chegou como favorita  e se classificou para a final com o 3º melhor tempo. Carol se controlou na primeira metade da prova e apertou no final para ultrapassar a britânica Hannah Russel no fim e vencer a segunda bateria com um tempo de 1:01.79.

Uma das principais concorrentes de Carol é outra brasileira: Lucilene Sousa. A jovem de apenas 21 anos se classificou com o 2º melhor tempo no geral: 1:01.61. Lucilene ficou atrás apenas da russa Daria Pikalova que venceu a primeira série com 59.48 e deve ser a principal rival das brasileiras.

Lucilene e Carol também vão nadar o revezamento 4x100m livre misto até 49 pontos. Nesse tipo de revezamento, a equipe escala quatro nadadores das classes para pessoas com deficiência visual, desde que a soma do número das classes dos atletas não ultrapasse 49. O Brasil vai com Lucilene Sousa (S12), Carol Santiago (S12), Douglas Matera (S13) e Wendell Belarmino (S11).

Outra candidata ao pódio é Mariana Gesteira que fez o melhor tempo das eliminatórias dos 100m livre feminino S9. A brasileira venceu a primeira bateria com um tempo de 1:03.56. Na mesma prova, Cecília Araújo, que é da classe S8, ficou na 20ª posição com 1:16.87.

Patrícia Pereira fez a 3ª melhor marca nos 50m peito feminino SB3. A brasileira teve uma boa disputa pelo segundo lugar da sua série contra a estadunidense Leanne Smith, com Patrícia terminando na doze centésimos na frente com 1:03.37. Já nos 400m livre masculino S8, Caio Amorim avançou com o 5º melhor tempo: 4:38.44.

Em busca da sua quarta medalha paralímpica, Gabriel Bandeira avançou para a final dos 200m medley masculino, da classe SM14, para pessoas com deficiência intelectual. Gabriel fez 2:15.35 e se classificou com o sexto melhor tempo. João Pedro Brutus ficou em 16º lugar com 2:21.20. Na versão feminina da prova, as três brasileiras que caíram na água não avançaram. Ana Karolina Soares ficou em 15º lugar (2:47.37), Beatriz Borges Carneiro foi a 16ª (2:48.48) e Débora Borges Carneiro terminou na 17ª posição (2:48.58).

O Brasil ainda teve Laila Suzigan (que é da classe S6) ficou em 9º lugar nos 100m livre S7 com 1:17.12, Phelipe Andrews em 11º lugar nos 100m borboleta S10 com 1:01.00 e Bruno Becker  na 10ª posição nos 50m peito masculino SB2, com um tempo de 1:48.10.

Foto de capa: Wander Roberto/CPB

0 Comentários