Buscando história por Burkina, Fabrice Zango conta com torcida de pequena cidade francesa - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Buscando história por Burkina, Fabrice Zango conta com torcida de pequena cidade francesa

Compartilhe
Fabrice Zango universidade

Hugues Fabrice Zango
pode fazer história na noite desta quarta-feira (4) ao competir na final do salto triplo nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Atual recordista mundial da modalidade, ele é favorito para conquistar a primeira medalha olímpica da história de Burkina Faso, país da região oeste da África. Porém, além de todo um país, ele também deverá contar com a torcida dos habitantes da região francesa de Nord-Pas-de-Calais.

Em 2015, aos 22 anos, ele se mudou para França com um visto de estudante e se instalou na Universidade de Artois, em Béthune. Ele que já havia estudado engenharia elétrica na capital burquine, Ouagadougou, fez dois mestrados na área e desde novembro de 2017 inicia um doutorado na área, todos na Universidade de Artois.

Para o jornalista David Delporte, especialista em Jogos Olímpicos e atletismo no La Voix du Nord, se ele ganhar uma medalha, a população de Nord-Pas-de-Calais, a considerará como de qualquer francês nascido lá. "Ele está perfeitamente integrado na sua vida universitária e no seu clube Artois Athlétisme". David disse que "sua personalidade, gentileza e humildade são qualidades muito apreciadas" por todos. O jornalista francês ainda complementa que

Depois de tantos anos podemos seguir sua progressão meteórica, desde que obteve bons resultados nos campeonatos franceses, e quando entrou para a  elite mundial, até conquistar uma medalha em Doha e finalmente bater o recorde mundial indoor, que era de seu treinador


Béthune é uma pequena cidade francesa com pouco mais de 25 mil habitantes a 31km de Lille. Zango divide seu tempo de treinos entre Béthune e e Reims, 241km. sob o comando de seu técnico pessoal, Teddy Tamgho, ao lado do francês Melvin Raffin, que também participa da final do salto triplo dos Jogos Olímpicos de Tóquio marcada para as 23h desta quarta-feira (horário de Brasília).

Foto: Université d'Artois (outubro de 2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário