8º na Rio-2016, Andrey de Castro cai na primeira fase do tiro com arco nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

8º na Rio-2016, Andrey de Castro cai na primeira fase do tiro com arco nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020

Compartilhe
Andrey de Castro prepara flecha

Andrey de Castro foi eliminado na noite desta sexta-feira. No que foi o primeiro confronto eliminatório de todo tiro com arco nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, o brasileiro caiu para hilip Coates-Palgrave na primeira rodada do composto masculino. Ao final dos 15 tiros, o sul-africano por 142 a 135 Andrey de Castro.

Diferentemente do que acontece no recurvo do tiro com arco, não há disputa de sets, mas cada atleta dispara cinco séries de três tiros.  Na primeira, o brasileiro de 45 anos foi regular, acertando três vezes no 9, totalizando 27, enquanto o sul-africano marcou pontuação perfeita (30), incluindo duas vezes no alvo perfeito. Tal perfeição não foi mais vista em todo confronto, mas colocou mais pressão no brasileiro, que não conseguiu recuperar a desvantagem. 

Na segunda série, o natural de Apucarana fez 26 pontos, contra 29 de Coates-Palgrave. Andrey de Castro acertou seu primeiro 10 na oitava tentativa, mas ainda assim perdeu por 28 a 29 a terceira série e viu o africano abrir 88 a 81. O goiano marcou um novo 10 na quarta série, mas ainda assim perdeu por 27 a 29. 

Na última rodada, o sul-africano já ganhava por 117 a 108 e só administrou. Andrey marcou seu terceiro 10 e chegou a vencer a quinta bateria por 27 a 25, mas já era tarde demais e eliminou o brasileiro. O sul-africano, de 50 anos, passa para a segunda rodada, e o brasileiro termina em 33º lugar.

Agora, Andrey foca na disputa de equipes do composto, ao lado de Jane Karla Gögel, que ficou em quarto lugar no individual feminino. Classificada em nono, a dupla brasileira enfrenta às 23h50 do sábado (28) a dupla francesa composta por Julie Chupin e Daniel Lelou, oitava melhor da fase eliminatória. 

Foto: Matsui Mikihito /CPB.


Nenhum comentário:

Postar um comentário