República Tcheca e Eslováquia ficam com o ouro na fossa olímipica; San Marino conquista sua primeira medalha na história - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

República Tcheca e Eslováquia ficam com o ouro na fossa olímipica; San Marino conquista sua primeira medalha na história

Compartilhe

Os atiradores Zuzana Stefecekova, da Eslováquia e Jiri Liptak, da República Tcheca, venceram as finais da fossa olímpica nesta quinta (29), nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Os dois acertaram 43 pratos e ganharam por apenas um tiro de diferença. O destaque ficou com Alessandra Perilli, que conquistou o bronze na disputa feminina e deu ao pequeno território de San Marino a primeira medalha olímpica de sua história


A disputa foi feita em dez rodadas com cinco tiros cada e a partir da quinta, o atirador com menos acertos era eliminado da disputa. Os dois melhores atletas disputavam a última rodada. Na final masculina, Jiri Liptak e seu compatriota David Kostelecky empataram em 43 a 43 na última rodada e foram para os shoot-offs, que funciona como uma disputa de pênaltis. 


Os dois tchecos fizeram cinco rodadas perfeitas na primeira fase e Liptak venceu no shoot-offs por 7 a 6, conquistando sua primeira medalha de ouro. O bronze ficou com John Matthew Coward Holley, da Grã Bretanha, com 33 acertos.


No feminino, Zuzana fez quatro rodadas perfeitas e ganhou da norte-americana Kayle Browning por 43 a 42. A história da competição ficou com Alessandra Perilli, responsável pela primeira medalha olímpica da história de San Marino, pequeno país localizado dentro do território italiano. Ela acertou 29 pratos em oito rodadas. Alessandra já havia batido na trave em Londres-2012, quando ficou na quarta colocação.


Surte+: Confira os 10 países (+ 1 comitê) que podem levar medalha inédita nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020


Foto em destaque: Ann Wang/ Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário