Guia Tóquio 2020: Rugby Sevens - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Como funciona o rugby sevens

FICHA TÉCNICA
Local de disputa: Tokyo Stadium
Período: 26/07 a 31/07
Número de países participantes: 17
Total de atletas: 288 (+ 24 suplentes) 
Brasil: participa apenas do feminino

HISTÓRICO
O rugby sevens foi incluído no programa olímpico em 2009 para entrar em 2016, na edição do Rio de Janeiro. O esporte brigava com mais seis modalidades para ocupar as vagas do beisebol e softbol, que saíram após 2008, e acabou por ser um dos escolhidos, ao lado do golfe.

Com a escolha do sevens, o rugby retornou aos Jogos Olímpicos após 92 anos ausente. A modalidade, na sua versão union (com 15 jogadores em cada time), esteve no programa em 1900, 1908, 1920 e 1924.

Como funciona o rugby sevens na olimpíada
Brasil na Rugby Sevens World Series (Foto: World Rugby)
A modalidade fez a sua estreia nos Jogos em 2016, com a vitória de Fiji no masculino e da Austrália no feminino.

BRASIL
O Brasil disputou os Jogos Olímpicos de 2016 com as duas seleções, direito adquirido por ser país sede do evento. Na disputa feminina, a equipe emplacou o nono lugar, enquanto entre os homens, terminou em 12º lugar após perder todos os jogos.

Para Tóquio 2020, o feminino classificou-se pelo Sul-Americano da modalidade, enquanto o masculino, que iria disputar o Pré-Olímpico Mundial, optou por desistir do evento, após a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) focar seus esforços na disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de Rugby XV.

Yaras rugby feminino Olimpíadas
O Brasil é potência continental no rugby sevens feminino e estará em Tóquio-2020 (Foto: Brasil Rugby)

FORMATO DE DISPUTA
Estão presentes 12 equipes no masculino e 12 no feminino no torneio olímpico do rugby. As seleções são divididas em três grupos de quatro na primeira fase. Todos jogam contra todos e, após as três rodadas, os dois primeiros colocados e os dois melhores terceiros colocados gerais avançam para a fase eliminatória. As demais disputam o torneio de 9º a 12º, assim como os eliminados nas quartas de final competem de 5º a 8º lugares.

Um try vale 5 pontos e uma conversão (chute no gol) vale 2. Excetuando a final, cada jogo é dividido por dois tempos de 7 minutos. Na final, são dois tempos de 10 minutos.

Rugby sevens história

ANÁLISE

MASCULINO
Fase de grupos/mata-mata: 26/07 a 28/07
Final: 28/07

Favoritos ao ouro: Fiji (FIJ), Nova Zelândia (NZL) e África do Sul (RSA)
Candidatos à medalha: Austrália (AUS) e Grã-Bretanha (GBR)
Podem surpreender: -
Brasil: Se classificou para o Pré-Olímpico Mundial, mas não disputou.

Campeã da World Series em 2019/2020, a Nova Zelândia vai buscar o inédito título olímpico e se recuperar da quinta posição do Rio 2016. Fiji, que conquistou o primeiro ouro da história na modalidade, vai tentar revalidar o título conquistado há cinco anos, enquanto a África do Sul busca superar o bronze de 2016 após o vice-campeonato na World Series.

Prata no Rio, a Grã-Bretanha tenta surpreender novamente e chegar na disputa das medalhas. Já a Austrália, uma das forças da modalidade, quer esquecer o fraco oitavo lugar nos últimos Jogos e brigar por posições melhores após a quarta posição na World Series 19/20.

Como funciona o rugby sevens na Olimpíada
Brasil e África do Sul na World Rugby Sevens Series (Foto: World Rugby)

FEMININO
Fase de grupos/mata-mata: 29/07 a 31/07
Final: 31/07, às 06h

Favoritas ao ouro: Nova Zelândia (NZL) e Austrália (AUS)
Candidatas ao pódio: Canadá (CAN) e França (FRA)
Podem surpreender: -
Brasil: está no grupo B, ao lado de Canadá, França e Fiji.

Prata em 2016 e campeã da World Series 2019/2020, a Nova Zelândia é a favorita para assegurar o inédito título olímpico no feminino. Mas a rival Austrália, campeã olímpica no Rio e segunda colocada na World Series 19/20, vai brigar com as neozelandesas para conseguir o bicampeonato.

Quem pode aparecer na briga pelo título é o Canadá, terceiro colocado na World Series 19/20. A França, quarta colocada na World Series 19/20, também pode figurar no pódio e desbancar as favoritas.

O Brasil conseguiu sua classificação após vencer o Sul-Americano de 2019, que serviu como pré-olímpico. As Yaras - como a equipe é chamada - entram com o propósito de pelo menos tentar repetir o 9º lugar do Rio 2016, o que seria um excelente resultado. A equipe está no grupo B, ao lado de Canadá, França e Fiji. Os dois melhores de cada grupo mais os dois melhores terceiros colocados avançam.

Como funciona o rugby sevens na olimpíada
França e Argentina pela World Rugby Sevens Series (Foto: World Rugby)

Nenhum comentário:

Postar um comentário