Guia Tóquio 2020: Caratê - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Como funciona o caratê

FICHA TÉCNICA
Local de disputa: Nippon Budokan
Período: 05/08 a 07/08
Número de países participantes: 37
Total de atletas: 82
Brasil: Nenhum atleta se classificou.

Sandra Sanchez (Foto: WKF)

HISTÓRICO
O caratê é uma arte marcial que surgiu no Japão por volta do século 14. A modalidade se divide em kumitê (luta) e kata (luta imaginária), e é muito popular no mundo todo. Em 2021, ele finalmente fará a sua estreia no programa olímpico, em Tóquio.

Desde a década de 1970, o esporte vinha tentando a sua inclusão no programa olímpico, mas apenas com a permissão do COI para que os países-sedes pudessem escolher alguns esportes é que veio a oportunidade. Tóquio escolheu o caratê, além de outros quatro esportes, para fazer parte do programa olímpico da edição de 2020.

Entretanto, o esporte não entrou no programa olímpico permanente, e já não estará presente em Paris 2024.

Agahayev (AZE) vs Busa (ITA) (Foto: WKF)


BRASIL
O caratê brasileiro já conquistou por diversas vezes o Campeonato Mundial no kumitê. Douglas Brose, por exemplo, foi duas vezes campeão na categoria até 60kg (2010 e 2014). Entretanto, ele não conseguiu vaga olímpica em Tóquio, assim como nenhum outro brasileiro do kumitê ou do kata.

Vinicius Figueira (67kg) chegou até a ser declarado classificado pela Federação Mundial de Caratê (WKF), mas a entidade voltou atrás meses depois o brasileiro acabou não se classificando pelo ranking ou Pré-Olímpico Mundial. Valéria Kumizaki, campeã pan-americana em Lima-2019, também acabou fora pelo ranking e no pré-olímpico. 

Douglas Brose Brasil caratê Olimpíadas

FORMATO DE DISPUTA
Cada categoria do torneio olímpico do kumitê será composta por dez ou 11 atletas. A disputa terá os caratecas divididos em dois grupos, em que todos se enfrentam entre si. Os dois primeiros de cada se enfrentam na semifinal e os vencedores decidem o ouro, enquanto os perdedores da semifinal ganham o bronze.

Já no torneio olímpico do kata, são dois grupos em que os caratecas se enfrentam em duas rodadas, com os primeiros três colocados indo para a fase seguinte. Nela, os caratecas se enfrentam novamente dentro do mesmo grupo, desta vez em rodada única. Os campeões de cada grupo vão duelar pelo ouro, enquanto quem ficar em segundo e terceiro lugares irão se confrontar pelo bronze.

(Foto: WKF)

ANÁLISE

KATA FEMININO
Disputa: 05/08

Favoritos ao ouro: Sandra Sanchez (ESP), Kiyou Shimizu (JPN)
Candidatos ao pódio: Viviane Bottaro (ITA), Grace Lou (HKG)
Podem surpreender: -
Brasil: Não tem

O confronto entre Sandra Sanchez e Kiyou Shimizu vai dar o tom no kata feminino. A espanhola é a atual campeã mundial, enquanto a japonesa ganhou as duas edições anteriores. Sanchez também venceu recentemente a etapa Premier League de Lisboa.

Viviane Bottaro, da Itália, vem de dois bronzes mundiais consecutivos (2016 e 2018) e Grace Lau, de Hong Kong, foi bronze em 2018. Essas duas podem complicar a vida das favoritas durante os Jogos e são as favoritas ao terceiro lugar do pódio.


KATA MASCULINO
Disputa: 06/08

Favorito ao ouro: Ryo Kiyuna (JPN)
Candidatos ao pódio: Damian Quinteo (ESP), Ali Sofuoglu (TUR) e Mattia Busato (ITA)
Podem surpreender: -
Brasil: Não tem

Atual tricampeão mundial no kata, Ryo Kiyuna é o grande favorito para faturar o ouro no individual masculino. Entretanto, o espanhol Damian Quintero, que venceu a Premier League de Istambul (TUR) esse ano e foi vice-mundial em 2016 e 2018, pode querer a sua revanche em uma eventual final olímpica.

O turco Ali Sofuoglu e o italiano Mattia Busato, que levaram o bronze no último Mundial, também ficaram entre os top-10 na última etapa da Premier League, correm por fora na briga pelo ouro, mas vão brigar pelo pódio.

Como funciona o Caratê nos Jogos Olímpicos
(Foto: WKF)


KUMITÊ 55kg FEMININO
Disputa: 05/08

Favoritos ao ouro: Miyahara Miyo (JPN), Anzhelika Terliuga (UKR)
Candidatos ao pódio: Serap Ozcelik (TUR), Ivet Goranova (BUL)
Podem surpreender: -
Brasil: Não tem

Campeã mundial até 50kg, a japonesa Miyahara Miyo é uma das favoritas ao ouro em Tóquio, mas a campeã da última etapa da Premier League de Lisboa, a ucraniana Anzhelika Terliuga, ameaça a carateca local. A turca Serap Ozcelik, campeã da etapa de Istambul, corre por fora, assim como a búlgara Ivet Goranova, bronze na categoria até 55kg no Mundial em 2018


KUMITÊ 61kg FEMININO
Disputa: 06/08

Favoritos ao ouro: Jovana Prekovic (SRB)
Candidata ao pódio: Giana Lotfy (EGY)
Podem surpreender: Merve Coban (TUR), Yin Xiaoyan (CHN)
Brasil: Não tem

Campeã mundial em 2018 e vencedora das duas últimas etapas da Premier League, a sérvia Jovana Prekovic é a maior favorita para o ouro. A egípcia Giana Lofty, bronze no Mundial de 2018 e vice-campeã da etapa de Istambul da Premier League, vai ser uma pedra em seu caminho. Vice-campeã do mundo em 2018, a chinesa Yin Xiaoyan pode brigar por medalhas, assim como a turca Merve Coban, que chegou ao bronze nas duas últimas etapas da Premier League.


KUMITÊ +61kg FEMININO
Disputa: 07/08

Favoritos ao ouro: Gong Li (CHN), Irina Zaretska (AZE)
Candidatas ao pódio: Silvia Semeraro (ITA), Meltem Hocaoglu (TUR)
Podem surpreender: -
Brasil: Não tem

Na categoria que reúne os pesos de -68kg e +68kg, o favoritismo vai para a azeri Irina Zaretska, campeã mundial em 2018, e a chinesa Gong Li, vencedora da categoria -68kg da Premier League de Istambul. A italiana Silvia Semeraro, também ganhadora da etapa de Lisboa, e a turca Meltem Hocaoglu, vencedora da etapa de Istambul +68kg e prata na mesma categoria em Lisboa, vão brigar por medalhas no Japão.


KUMITÊ 67kg MASCULINO
Disputa: 05/08

Favoritos ao ouro: Steven da Costa (FRA), Angelo Crescenzo (ITA)
Candidatos ao pódio: Ali Elsawy (EGY), Erat Samdan (TUR)
Podem surpreender: -
Brasil: Não tem

O francês Steven da Costa e o italiano Angelo Crescenzo são os últimos campeões mundiais das categorias até 67kg e 60kg, respectivamente, e devem brigar pelo ouro em Tóquio. Já o egípcio Ali Elsawy, que "roubou" a vaga do brasileiro Vinicius Figueira, e o turco Erat Samdan foram bem na etapa de Lisboa da Premier League e correm por fora na briga pelo ouro.


KUMITÊ 75kg MASCULINO
Disputa: 06/08

Favoritos ao ouro: Bahman Askari (IRI), Luigi Busa (ITA)
Candidatos ao pódio: Ken Nishimura (JPN), Rafael Aghayev (AZE)
Podem surpreender: -
Brasil: Não tem

Campeão mundial em 2018, o iraniano Bahman Askari terá uma briga dura pelo ouro com o italiano Luigi Busa, prata no mesmo Mundial e campeão da etapa da Premier League de Lisboa. Medalhistas de bronze em 2018, Ken Nishimura e Rafael Aghayev - considerado um dos maiores da história no esporte - brigam por uma medalha.


KUMITÊ +75kg MASCULINO
Disputa: 07/08

Favoritos ao ouro: Ivan Kvesic (CRO), Sajjad Ganjzaden (IRI)
Candidatos ao pódio:  Ugur Aktas (TUR), Jonathan Home (GER)
Podem surpreender: -
Brasil: Não tem

Campeão mundial na categoria até 84kg em 2018, o croata Ivan Kvesic vai ter uma disputa dura pelo ouro com o iraniano Sajjad Ganjzaden, prata na categoria acima de 84kg, em Tóquio. O alemão Jonathan Home, campeão mundial na categoria acima de 84kg em 2018, e o turco Ugur Aktas, bronze na categoria até 84kg em 2018, vão entrar para tentar atrapalhar a disputa dos favoritos.

Como funciona o Caratê nas Olimpíadas
(Foto: WKF)

Nenhum comentário:

Postar um comentário