China e Quênia anunciam seus porta-bandeiras para a cerimônia de abertura - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

China e Quênia anunciam seus porta-bandeiras para a cerimônia de abertura

Compartilhe

China e Quênia escolheram neste final de semana os seus casais de porta-bandeira para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, em Tóquio.


Maior potência da Ásia, a China escolheu Zhu Ting (vôlei) e Zhao Shuai (taekwondo) para levar a bandeira do país na abertura. 


Ting foi campeã olímpica no Rio 2016 no vôlei feminino, enquanto Shuai foi o primeiro chinês campeão olímpico no taekwondo, ao levar o ouro na categoria até 58kg masculino também nos Jogos Olímpicos de 2016. 


Os chineses levarão 431 atletas para Tóquio, sendo 298 mulheres.


Surte+ Conheça o guia do Surto Olímpico para Tóquio 2020


Quenia foge do atletismo na escolha dos porta-bandeiras


País de diversos medalhistas de ouro no atletismo, o Quênia não escolheu o óbvio para levar a bandeira na cerimônia. Os escolhidos pela nação africana foram Mercy Moim (vôlei) e Andrew Amonde (rugby sevens).


Moim é a segunda mulher a carregar a bandeira do Quênia em Jogos Olímpicos. Em 2016, a arqueira Shazad Amwar foi a porta-bandeira.


O país levará 89 atletas para os Jogos no Japão, sendo 49 mulheres.


Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário