Zverev sofre, mas vence por 3 sets a 0 e avança à 3ª rodada em Roland Garros - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Zverev sofre, mas vence por 3 sets a 0 e avança à 3ª rodada em Roland Garros

Compartilhe

Não foi de forma fácil, mas o tenista alemão Alexander Zverev venceu sua segunda partida em Roland Garros 2021. Atual número 6 do mundo, ele bateu o atleta russo Roman Safiullin (182º), por 3 sets a 0, com parciais de 7-6 (4), 6-3 e 7-6 (1), e agora aguarda o confronto entre os sérvios Laslo Djere e Miomir Kecmanovic, para descobrir seu adversário na terceira rodada.

Quem vê o placar sem saber o que ocorreu na partida, se engana e pensa que foi tranquilo. Mas a vitória de Zverev veio numa intensa batalha, em que o tenista alemão esteve atrás pelo menos uma vez em dois dos três sets, sempre com uma quebra abaixo no placar.

O primeiro set foi o mais equilibrado e os tenistas não cederam tantas oportunidades de quebra. Cada jogador aproveitou um break point, levando a parcial ao tiebreak. No desempate, melhor para Zverev, que chegou a abrir 4 a 1, fechando assim o placar em 7-6 (4).

No segundo set, Safiullin começou se impondo e aplicou uma quebra de saque no segundo game. O tenista russo teve 3-1 a seu favor, mas desperdiçou a oportunidade. Assim, ele viu Zverev se reerguer e vencer cinco games em sequência, para faturar mais um set, desta vez por 6-3.

O fato se repetiu na terceira parcial, com Safiullin abrindo 4-1 no placar, ficando a dois games da vitória no set. E mais uma vez, Zverev construiu sua remontada, devolvendo a quebra de saque no sétimo game. O jogo seguiu parelho e precisou ser definido no tiebreak, onde o tenista alemão foi soberano e fechou por 7 a 1.

Zverev disparou 15 aces no jogo, mas cometeu 10 duplas-faltas. Ele venceu 80% dos pontos jogados com o primeiro serviço e 53% com o segundo. Nas bolas vencedoras, o tenista alemão também foi superior ao adversário (41 a 32), mas acabou também cometendo mais erros não-forçados (33 a 31).

Foto: Christophe Archambault/ATP

Nenhum comentário:

Postar um comentário