Seleção olímpica sai na frente, mas leva virada e perde para Cabo Verde em amistoso - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Seleção olímpica sai na frente, mas leva virada e perde para Cabo Verde em amistoso

Compartilhe
Gerson sendo marcado em amistoso da seleção olímpica brasileira contra Cabo Verde

A seleção brasileira olímpica saiu na frente, mas levou a virada e acabou derrotada por 2 a 1, neste sábado (5), para o time principal de Cabo Verde em amistoso realizado no Estádio Paltizan, em Belgrado, na Sérvia. O Brasil iniciou o jogo dominando e criando chances, marcando com Pedro, de pênalti. Mas Willy Semedo marcou no final do primeiro tempo e no final da partida para dar a vitória à seleção africana.


Para o Brasil, o amistoso serve como preparação da seleção de até 23 anos para os Jogos Olímpicos, enquanto Cabo Verde aproveitou a data FIFA para testar a seleção que irá disputar a fase final dos Copa Africana das Nações, feito inédito para o futebol cabo-verdiano.


O técnico André Jardine escalou um time ofensivo, o que gerou expectativa da torcida pelos jogadores convocados.


Escalações iniciais

Brasil: Cleiton, Guilherme Arana, Gabriel Guimarães, Nino, Gabriel Menino, Bruno Guimarães, Claudinho, Gerson, Antony, Pedro e Rodrygo.


Cabo Verde: Vozinha, Steve Furtado, Stopira (C), Roberto Lopes, Steven Pereira, Dylan Tavares, Cuca Fernandes, Kenny Rocha, Lisandro Semedo, Vasco Lopes, Vagner Dias. 


O jogo

O Brasil logo mostrou o porquê havia tanta expectativa em ver a seleção olímpica em campo. Liderada pelo trio do meio, a seleção brasileira partiu pra cima da seleção de Cabo Verde e criou chances reais de gol nos 15 minutos iniciais. Pedro e Claudinho foram os que perderam ótima chance de abrir o placar. 


O Brasil seguiu tentando abrir o marcador, como em chute de fora da área do Antony que passou raspando a trave do goleiro cabo-verdiano aos 29 minutos, e com Rodrygo batendo quase na pequena área para defesa do goleiro Vozinha, aos 30. Aos 35, Pedro deu lindo passe para Arana pela esquerda para chute de Rodrygo e grande defesa do goleiro adversário com o pé. 


De tanto tentar o Brasil finalmente abriu o placar aos 38 minutos em gol de pênalti do atacante Pedro. Mas antes do primeiro tempo terminar, Semedo, em primeira jogada de ataque do Cabo Verde, o gol de empate saiu, no último lance do primeiro tempo.

Cabo Verde diferente no segundo tempo

Os primeiros 15 minutos da etapa final foi bem diferente do primeiro tempo. O Brasil ainda criava e chegava no ataque do adversário, mas via maior pressão inicial na marcação de Cabo Verde, que chegava mais ao ataque brasileiro e criou chances. 

O técnico brasileiro Jardine tirou Rodrygo e Antony e colocou Malcom e Martinelli a campo. A mudança fez efeito e logo Claudinho e Malcom, aos 19 minutos, tabelaram para chute pela rede do lado de fora de Malcom, a primeira grande chegada da seleção brasileira no segundo tempo.

A partir dos 20 minutos a partida ficou mais morna, com Cabo Verde tendo mais posse de bola e tentando sair mais ao jogo. Enquanto isso o Brasil tentava movimentar e criar em jogadas de efeito, mas sem sucesso. Aos 38 minutos, em bobeada do Brasil dentro da área, a bola caiu no pé de Willy Afonso Semedo para marcar novamente e virar o jogo para os cabo-verdianos.

No último lance do jogo o Brasil ainda teve chance com o zagueiro Gabriel Guimarães, que teve a bola no pé sem goleiro no gol, mas foi travado pelo zagueiro adversário. Final de jogo de Brasil 1 x 2 Cabo Verde.

A Seleção olímpica volta a jogar na próxima terça-feira (8), às 14h, contra a seleção sub-21 da Sérvia. A Rede Globo transmite a partida.

Foto em destaque: Ricardo Nogueira/CBF


Nenhum comentário:

Postar um comentário