Segundo dia da seletiva de natação termina com 14 índices para os Jogos Paralímpicos de Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Segundo dia da seletiva de natação termina com 14 índices para os Jogos Paralímpicos de Tóquio

Compartilhe


Depois dos quatro índices obtidos no primeiro dia, foi disputado nesta quinta-feira (03) o segundo dia da Seletiva Paralímpica da natação brasileira, em São Paulo. O número de classificados foi bem maior do que em relação ao dia anterior, com 14 atletas obtendo índice para os Jogos de Tóquio. 


Dez índices saíram somente nesta manhã: José Ronaldo da Silva, classe S1, nadou os 50m costas em 1min26s33, 14 segundos abaixo do índice (1min40s41), com novo recorde das Américas, e Gabriel Feiten, também da classe S1, também bateu o índice com tempo de 1min31s75. Também nos 50m costas, mas na classe S2, Gabriel Geraldo marcou 56s93 batendo o índice paralímpico de 1min03s61.  


Talisson Glock (S6) conseguiu o seu segundo índice nos 400m livre, com o tempo de 5min05s84, novo recorde das Américas. Outro que fez o índice paralímpico e fez a melhor marca do continente em sua prova foi Douglas Matera (S13) nos 100m borboleta, com o tempo de 58s60. Gabriel Bandeira (S14) foi outro a se garantir em Tóquio nos 100m borboleta fazendo 57s41 pela manhã e 54s64 à noite, novo recorde das Américas e 18 centésimos acima do recorde mundial.


Nos 50m costas feminino, a paulista Maiara Barreto, da classe S3, nadou em 1min00s22 e bateu o índice de 1min05s55, enquanto a mineira Laila Abate, classe S6, conseguiu nadar os 400m livre feminino em cinco segundos mais rápido do que a marca que precisava ser batida – 5min33s20 ante 5min38s30.    


Já nos 50m borboleta masculino, o nadador paulista Gabriel Melone, da classe S6, completou a prova exatamente no mesmo tempo do índice de 33s51, enquanto seu conterrâneo Samuel Oliveira nadou a mesma prova pela classe S5 em 36s90 e bateu os 37s24 colocados como critério para classificação.


Na parte da noite, mais quatro índices paralímpicos foram alcançados: Ronystony Cordeiro, classe S4, nos 50m costas com o tempo de 47s52. Nos 400m livre, o carioca Caio Amorim (S8) concluiu a prova em 4min39s44, ficando quase dois segundos abaixo do índice. 


Já nos 50m borboleta, a potiguar Joana Neves (S5) alcançou o índice para os Jogos ao finalizar a prova em 46s68. A marca estabelecida pelo CPB era de 47s21. No Mundial de Londres 2019, ela conquistou a medalha de prata nesta prova. Nos 100m borboleta masculino, o paulista Gabriel Cristiano (S8) atingiu o índice exigido ao finalizar a distância em 01min05s21.


A Seletiva continua nesta sexta (04) com provas dos 50m livre e 100m costas, eliminatórias pela manhã e finais a partir das 17h, com transmissão pelo YouTube e Facebook do Comitê Paralímpico Brasileiro.


Fotos: Ale Cabral/CPB


Nenhum comentário:

Postar um comentário