Kaylee McKeown quebra recorde mundial dos 100m costas na seletiva australiana - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Kaylee McKeown quebra recorde mundial dos 100m costas na seletiva australiana

Compartilhe

Kylee McKeown fez uma excelente prova na final dos 100m costas feminino da Seletiva Olímpica e Paralímpica de Natação da Austrália, quebrando o recorde mundial. Com 57.45, a australiana superou em 12 centésimos a marca anterior de Regan Smith (USA). 


Com a vitória, McKeown se classificou para nadar a prova em Tóquio 2020. A jovem de 19 anos foi prata na mesma prova nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2018, em Buenos Aires. O recorde coloca a nadadora como uma das favoritas ao pódio. Emily Seebohm terminou em segundo lugar com 58.59 e se classificou para a sua quarta Olimpíada.

Também houve recorde mundial na natação paralímpica. William Martin, da classe S9, fez 57.72 nas eliminatórias dos 100m borboleta. O atleta fez 57.76 na final. Martin também fez o índice nos 50m livre.


Ariarne Titmus, atual campeã mundial dos 400m livre feminino, venceu a prova com 3:56.90. A marca é a melhor do mundo em 2021 e a segunda melhor da história, ficando a 0.44 do recorde mundial de Katie Ledecky, dos Estados Unidos. A norte-americana é favorita para levar vários ouros nas provas de fundo da natação e Titmus deve ser sua principal adversária. Tasmin Cook, também se classificou para disputar os 400m livre em Tóquio, com um tempo de 4:04.10.

Nos 100m peito feminino, Chelsea Hodges ganhou com 1:05.99, melhor marca pessoal e a sexta melhor do mundo neste ano. Jessica Hansen ficou em segundo lugar com 1:06.69. As duas atletas estão classificadas para Tóquio 2020.

Entre os homens, Mitch Larkin foi o único que fez o tempo de qualificação nos 100m costas. O nadador foi campeão mundial da prova em 2015 e nadou para 53.40. Nos 200m livre, uma disputa apertada terminou com vitória de Kyle Chalmers, com 1:45.48, melhor marca pessoal do australiano. Elijah Winnington, já classificado nos 400m livre, ficou em segundo com 1:45.55, garantindo presença em duas provas em Tóquio. Thomas Neil e Alexander Graham, ficaram em terceiro e quarto lugar, também na casa de 1:45. Mack Horton, atual campeão olímpico dos 400m livre e que ficou de fora da sua principal prova, terminou em sexto lugar, estando elegível para o forte revezamento 4x200m livre da Austrália que deve ser um dos favoritos ao ouro, ao lado dos britânicos e dos russos. 

Além de William Martin, vários atletas fizeram o índice definido pela Swimming Australia na natação Paralímpica. Nos 100m borboleta, também fizeram a marca qualificatória Timothy Hodge (S9), Alex Saffy (S9) e Hugh Gillham (S10). No 100m borboleta feminino Paige Leonhardt (S14) e Jasmine Greenwood (S10) conseguiram o índice. 

Nos 50m livre masculino, Timothy Diskin (S9) e William Martim (S9) fizeram o tempo. Na prova feminina, Katja Dedekind (S13)  e Rachel Watson (S4) conseguiram o índice. Grant Patterson (SB2), fez o tempo qualificatório nos 50m peito masculino. Vale lembrar, que no caso da Paralimpíada, a Austrália tem um limite de 32 vagas na natação. Ao fim da semana, a Swimming Australia vai convocar a equipe paralímpica, com base na colocação dos tempos da seletiva no ranking mundial.

Fotos: Delly Carr/Swimming Australia

Nenhum comentário:

Postar um comentário