Definidos os finalistas da última etapa do Circuito Brasileiro de vôlei de praia; André e George vencem a temporada 2021 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Definidos os finalistas da última etapa do Circuito Brasileiro de vôlei de praia; André e George vencem a temporada 2021

Compartilhe


O sábado (19) definiu as finais da última etapa do Circuito Brasileiro de vôlei de praia 2021, assim como o bicampeonato de George/André Stein (PB/ES) na etapa que está sendo realizada no Rio de Janeiro (RJ). A dupla também garantiu vaga na decisão do torneio disputado na Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), e vai enfrentar Bruno Schmidt/Evandro (DF/RJ) pela medalha de ouro neste domingo (20.06), a partir de 10h. Na sequência, na final feminina, o confronto será entre Ana Patricia/Rebecca (MG/CE) e Bárbara Seixas/Carol Solberg (RJ).

“Todas as etapas que participamos chegamos pelo menos nas semifinais. Só ficamos de fora da etapa que estávamos com Covid. Ficamos tristes de não ter participados dessa etapa. Estamos muito felizes. Foi uma temporada atípica onde foi muito difícil a realização de competições e conseguimos fazer isso no Brasil. Somos muito agradecidos a CBV por isso”, afirmou George.

Neste sábado, George e André começaram o dia com uma vitória no tie-break sobre Saymon/Adrielson (MS/PR) (21/23, 21/18 e 15/11) pelas quartas de final. Na semifinal, eles passaram por Guto/Arthur Mariano (RJ/MS), com uma vitória por 2 a 0, parciais de 21/16 e 23/21.

“Estamos felizes agora porque somos bicampeões e a nossa campanha dessa temporada foi ainda melhor do que a passada e assim vemos uma evolução. Disputamos todas as semifinais que participamos. Viemos para essa etapa sabendo dessa possibilidade e focados na busca de mais uma semifinal. Isso tem nos levado a essa regularidade e temos que agradecer ao CT Cangaço que nos cobra o tempo inteiro. Colocamos esse objetivo de ser bicampeões brasileiros e toda etapa buscamos chegar nas finais. Foi uma temporada muito difícil onde todos os times estavam focados no Circuito Brasileiro”, destacou André.

Os adversários da final serão Bruno Schmidt e Evandro, que não disputavam uma competição desde o fim de abril e retornaram aos torneios com a ida à decisão. Para isso, eles venceram Lipe/Anderson Melo (CE/RJ) nas quartas de final (21/14 e 21/10), e Vitor Felipe/Renato Andrew (PB) por 2 sets a 1: 21/18, 15/21 e 15/13.

“Não é fácil não você ter a responsabilidade de representar seu país no vôlei de praia, que o pessoal espera tanto - o que é bacana também, a gente gosta dessa pressão. Mas os desafios têm sido enormes para o nosso lado. Gostaria de agradecer aos amigos que, quando pisei aqui, me deram um abraço, felizes por me ver de volta, por ter insistido, por ter superado tudo que venho passando. No final das contas, é isso que torna cada momento particular”, disse Bruno.

Na competição feminina, a decisão será entre duas duplas que não perderam um set na nona etapa Open. Bárbara Seixas e Carol Solberg garantiram a vaga na final vencendo Taiana/Hegê (CE) por 21/18 e 21/14 nas quartas de final, e Talita/Maria Elisa (AL/RJ) por 21/9 e 21/17 na semifinal.

“Minha parceria com a Carol está crescendo, né? A Carol é uma excelente jogadora, todo mundo sabe disso, nós somos muito experientes, mas é muito difícil ir ganhando esse entrosamento, essa liga. É realmente o que demora mais tempo. Acho que ao longo desse ano, a gente tem trabalhado muito com nossa equipe, todo mundo muito focado, em sintonia. Apesar das dificuldades, da questão da pandemia, a gente tem conseguido lidar muito bem e dar sempre nosso máximo. É isso que está fazendo a diferença para a gente. Estou muito orgulhosa e acho que a gente merecia essa final”, afirmou Bárbara Seixas.

Buscando ritmo de jogo, após a ausência nas últimas etapas do Circuito Mundial e de olho nas Olimpíadas de Tóquio, Ana Patricia e Rebecca iniciaram o sábado ganhando o duelo contra Juliana/Josi (CE/SC): 21/15 e 21/18. Na semifinal, vitória por 21/18 e 21/17 contra Elize Maia e Thamela (ES).

“Acho que a gente já está sentindo o gostinho (das Olimpíadas), a ansiedade já está chegando. Mas acho que a gente está fazendo um trabalho muito sério, está dando certo, mais focado. A gente está pegando ritmo de jogo, a gente ficou um tempinho sem jogar. Como sempre, eu e a Ana Patricia, a gente vem se ajudando muito dentro de quadra, para tomar as decisões certas, discutindo com o Reis (Castro, técnico da dupla)”, disse Rebecca.

Foto: Ana Patrícia/INOVAFOTO/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário