Corredora estadunidense Shelby Houlihan é banida por 4 anos e alega que burrito foi causador da substancia detectada em seu organismo - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Corredora estadunidense Shelby Houlihan é banida por 4 anos e alega que burrito foi causador da substancia detectada em seu organismo

Compartilhe

 

A recordista americana nos 1.500 m e 5.000 m, Shelby Houlihan, foi banida por 4 anos, por testar positivo em exame antidoping fora de competição.

A corredora foi quarta colocada no Mundial de Doha 2019 e era uma das favoritas a ficar com a vaga nas provas dos 1.500 m e 5.000 m para Tóquio-2020, que serão decididas através da seletiva dos Estados Unidos que está programada para ser disputado a partir da sexta feira (18) em Eugene, Oregon.

Houlihan testou positivo para Nandrolona, esteroide anabolizante, em exame feito fora de competição em dezembro do ano passado.

Segundo a defesa da atleta, após listar tudo o que comeu durante o dia em que testou positivo, Houlihan acredita que a substância estava presente em um burrito de carne de porco em uma Food Truck, próximo da casa da atleta, cerca de 10 horas antes de fazer o exame.

O advogado da corredora irá recorrer da decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), porém corre contra o tempo para provar sua inocência antes do início do Trials.

Foto: Charlie Neibergall/AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário