Brasil vence a Turquia no último jogo classificatório; Japão será adversário na semifinal - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Brasil vence a Turquia no último jogo classificatório; Japão será adversário na semifinal

Compartilhe



No último jogo da fase classificatória, Brasil vence a Turquia por 3 a 1. A seleção brasileira entrou no jogo já classificada e sem risco de perder a segunda colocação, ainda assim, foi para o jogo com força total, sem poupar titulares, e garantiu vitória importante em preparação para a fase final da competição.

Com presença de Natalia Pereira, voltando de lesão e ficando na quadra por mais tempo, o treinador José Roberto Guimarães também teve oportunidade de colocar em quadra várias reservas, que tiveram papel importante na história do jogo. Além das titulares, também entraram em quadra além da capitã Nat, Dani Lins, Rosamaria, Ana Cristina, Mayany e Carolana. A única a não entrar em quadra foi a líbero suplente Nyeme.

A maior pontuadora da partida foi a oposta brasileira Tandara, que marcou 19 pontos. Em seguida, Fê Garay pontuou 13 vezes. As turcas que se destacaram foram a estrela Karakurt e Erdem, com 12 pontos cada.

Com a vitória, a seleção feminina irá encarar o Japão na semifinal no próximo dia 24.

Times iniciais

O Brasil foi para o jogo com as titulares Macris, Tandara, Bia, Carol Gattaz, Gabi, Fê Garay e Camila Brait como líbero. Já a seleção da Turquia começou o jogo com Baladin, Karakurt, Kalac, Dündar, Özbay e Ismailoglu, com a líbero Akoz.

Como foi o jogo

O Brasil começou dominando o jogo, acertando ataques difíceis e fazendo dois aces logo na primeira metade, algo que não vinha acontecendo nos últimos jogos. Rapidamente a seleção brasileira abriu o dobro de pontos em cima das turcas, fazendo 15 a 7. Nesse primeiro set, tudo deu errado para a Turquia, que perdeu pontos de infrações como erro de posicionamento e toques na rede. Com a seleção brasileira perto de fechar o set, as turcas encontraram sequência impressionante. A inversão brasileira com Dani Lins e Rosamaria não funcionou muito, e o Brasil sofreu mais de 6 pontos em sequência. Porém, mesmo após boa reação das turcas, a seleção brasileira conseguiu fechar o primeiro set por 25 a 18, depois de abrir 20 a 8 de vantagem.

O segundo set começou bem mais equilibrado, com as duas seleções trocando pontos importantes. A seleção brasileira segurava vantagem de 3 pontos na primeira metade do set, com uma performance um pouco melhor no ataque e também no fundo de quadra. Caminhando para a reta final, novamente as brasileiras tinham vantagem confortável, chegando a 19 pontos contra 12 das adversárias. A capitã Natália Pereira entrou em quadra no fim do set, marcando ponto importante que preparou a seleção brasileira para fechar o set em mais um placar elástico.

Novamente equilibrado, as duas seleções começaram o terceiro set em pé de igualdade, chegando a estar empatadas em 7. Esse foi o momento mais equilibrado do jogo, até a metade da parcial. A seleção brasileira tinha leve vantagem, mas o jogo estava muito mais apertado, com apenas um ponto de diferença. Um dos fundamentos mais importantes até aqui, o bloqueio do Brasil não havia ainda se encaixado até o início da reta final do set, principalmente pelo meio. Ao se aproximarem do final do set, as duas seleções seguiam empatadas, tendo 20 pontos cada. No momento mais importante, a Turquia conseguiu passar à frente, marcando 23 pontos contra 21 do Brasil. Após bom bloqueio turco, o set terminou com derrota brasileira por 27 a 25.

No terceiro set, a maré estava novamente muito mais para o lado brasileiro, que conseguiu abrir uma boa vantagem logo de cara. Vantagem importante que as brasileiras conseguiram segurar até o início da reta final, na qual entraram com placar de 18 a 12. Destaque para a entrada de Ana Cristina, que figurou pela primeira vez e fez pontos importantes, ajudando o Brasil a encaminhar a vitória.


Foto: Divulgação/FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário