Brasil conquista cinco vagas paralímpicas no tênis em cadeira de rodas - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Brasil conquista cinco vagas paralímpicas no tênis em cadeira de rodas

Compartilhe

O Brasil terá cinco tenistas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Na última terça-feira (8), a Federação Internacional de Tênis (ITF) confirmou as vagas para o país no tênis em cadeira de rodas, de acordo com a atualização dos rankings mundiais da modalidade, publicada no dia 7. 

Desta forma, a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) já anunciou os cinco representantes do país na Paralimpíada. Pela categoria Open masculino, com chave de 56 atletas, o Brasil contará com Daniel Rodrigues (11º), Gustavo Carneiro (41º) e Rafael Medeiros (46º). Na chave Open feminino, de 32 competidoras, nosso país terá a participação de Meirycoll Duval (28ª). Por fim, na categoria Quad (com 16 atletas), que conta apenas com homens, nosso representante será Ymanitu Silva (10º)

De acordo com CBT, todos os tenistas brasileiros classificados tomaram a primeira dose da vacina contra o coronavírus e irão receber a segunda dose antes da viagem para o continente asiático, que foi marcada para o dia 8 de agosto. 

Antes de seguir para a capital japonesa, que receberá os Jogos Paralímpicos entre os dias 24 de agosto e 5 de setembro, os tenistas brasileiros em Hamamatsu, onde a delegação fará a aclimatação antes de competir em Tóquio. 

“Chorei muito quando soube. Esse é um sonho que tenho desde 2011, quando mal sabia pegar na raquete. Tive a felicidade de jogar o Parapan de Lima, mas o meu maior sonho era ir para uma Paralimpíada. Receber a classificação, dizendo que estou indo por mérito, por dedicação a todo trabalho que foi feito, faz com que eu tenha mais motivação ainda para chegar lá e dar o meu melhor", afirmou Meirycoll Duval. 

“Sou mais um classificado entre tantos outros atletas brasileiros. Viver a experiência de uma paralimpíada novamente me mostra que estou no caminho certo. Foram cinco anos de preparação e investimentos, tanto no meu físico quanto em equipamentos, como cadeira e raquetes, além dos profissionais que me cercam para esse treinamento e me dão doses diárias de força e otimismo. E o que eu mais quero levar comigo é o carinho e a torcida de todos que vibram por mim. Até aqui, agradeço a todos que seguraram firme a minha mão”, disse Ymanitu Silva, quadrifinalista na Rio 2016. 

Foto: Marcelo Zambrana/CBT

Nenhum comentário:

Postar um comentário