Ala-armador da seleção australiana de basquete, Ryan Brokehoff pede dispensa para cuidar da saúde mental - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Ala-armador da seleção australiana de basquete, Ryan Brokehoff pede dispensa para cuidar da saúde mental

Compartilhe

 


O jogador australiano, Ryan Brokehoff, pediu nesta sexta (25) dispensa da seleção e não irá disputar os Jogos de Tóquio-2020. Ex-jogador do Dallas Mavericks, o ala-armador afirmou que precisa cuidar da sua saúde mental. Com 30 anos de idade, o jogador competiu na NBA e na Europa e atualmente está no South East Melboune Phoenix, da Austrália.


Além dele, Isaac Humphries, do Adelaide 36ers, também pediu dispensa por lesão. Brokehoff disse que precisa estar na sua melhor forma física e mental, o que não ocorre no momento. 


A minha saúde mental é algo com a qual tenho lutado há muito tempo e acho que é importante para mim admitir que as coisas não estão correndo bem e é hora de pedir ajuda- disse o jogador.


"Para jogar nesse nível, a equipe tem de estar 100% e não posso dizer que estou à altura"- completou.


Além do Dallas Mavericks, Brokehoff jogou nos Besiktas (TUR) e no Lokomotiv Kuban (RUS). Na NBA, ele jogou 59 partidas e tem como destaque, o aproveitamento de 40,3% em bolas de três pontos. Após sua saída do time do Texas em 2020, ele foi contratado pelo Philadelphia 76ers, porém foi dispensado ainda antes do início da atual temporada, o que colaborou para seu atual estado.


Caso o Brasil conquiste o pré-olímpico de Split na Croácia, enfrentará a seleção australiana pelo grupo B em Tóquio. O Basquete começa no dia 25 de julho e todos os jogos serão disputados na Saitama Super Arena.


Saiba como pedir ajuda para cuidar de sua saúde mental


O Ministério da Saúde disponibiliza meios gratuitos para atendimento através de consultas com especialistas pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e pelo CVV (Centro de Valorização a Vida) no telefone 188. ONGs (Organizações não governamentais) e universidades públicas também fazem esse serviço. Se necessário, consulte entidades e sites oficiais para maiores informações.


Foto em destaque: Australian Associated Press

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário