Pentatleta Yane Marques concretiza sonho de dar aulas de esgrima em Pernambuco - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Pentatleta Yane Marques concretiza sonho de dar aulas de esgrima em Pernambuco

Compartilhe


Para um atleta olímpico, a medalha é uma meta e um sonho. A pernambucana Yane Marques concretizou este sonho em 2012, nas provas de pentatlo moderno dos Jogos de Londres. Mas os sonhos não terminaram no pódio. Ela tirou do papel um antigo desejo e passa a dar aulas de esgrima em uma escola de Recife. O primeiro dia de aulas aconteceu na segunda-feira (3).

Yane Marques dará aulas na Centro Escolar Carochinha, localizado no bairro de Casa Forte, na Zona Norte de Recife. Serão três turmas, de 6 a 8 anos, de 9 a 11 anos e de 12 a 15 anos, com 31 alunos ao todo. Para conseguir colocar a ideia em prática, ela terá de fazer um certo malabarismo com os horários, já que é secretária de Esportes na Prefeitura de Recife. Assim, utilizará o período do almoço e pós-expediente para dar aulas.

“É um sonho antigo. Me formei em Educação Física e fiz dois cursos de esgrima na França. Das cinco modalidades que eu praticava, sempre foi a que mais eu me identificava. Diariamente, eu olhava esse projeto e alimentava esse desejo, de tentar dividir o meu conhecimento com essa molecada e dar esta oportunidade”, revela Yane.

A iniciativa de Yane vem preencher um desejo grande da Confederação Brasileira de Esgrima (CBE), que busca a expansão da modalidade para a Região Nordeste. Há algumas iniciativas no estado e em Alagoas, mas ainda não existem clubes filiados e federações de esgrima nos nove estados nordestinos.

Por sinal, ela passou por esta situação quando foi apresentada ao pentatlo, no início dos anos 2000. “Ninguém conhecia o pentatlo em Recife. Até hoje, me param na rua e perguntam se eu sou aquela menina que nada, corre e pedala. Eu respondo que é quase isso”, diz Yane, lembrando que o pentatlo não tem ciclismo e é composto por hipismo, esgrima, natação, tiro esportivo e corrida.

Ricardo Machado, presidente da CBE, afirmou que os sonhos de Yane Marques coincidem com os interesses da CBE em expandir a esgrima pelo Nordeste: “Por isso, em futuro próximo, estabeleceremos uma parceria entre o Projeto Engajar, da CBE, e a Yane. Com certeza será uma iniciativa vencedora, pois levará a marca de uma grande campeã.”

A medalhista olímpica pretende expandir o seu projeto, fazendo com que Pernambuco entre definitivamente no mapa da esgrima brasileira. “Durante um tempo, Recife foi o polo do pentatlo no Brasil. Quero ter atletas disputando competições nacionais e regionais. Não sei se teremos um campeão olímpico, mas precisamos oferecer esta oportunidade. O Nordeste tem muito potencial”, finaliza.

Foto: Arquivo Pessial

Nenhum comentário:

Postar um comentário