COVID-19 tumultua o Mundial de Curling feminino; Canadá no fundo do poço e Suíça faz história - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

COVID-19 tumultua o Mundial de Curling feminino; Canadá no fundo do poço e Suíça faz história

Compartilhe

Quatro casos de COVID-19 tumultuaram o domingo (2) no Mundial de Curling feminino, que está sendo disputado em Calgary (CAN).

Todos os casos positivos foram na equipe que transmite o mundial. Por isso, a rodada das 9h da manhã (12h em Brasília) foi adiada pela espera dos resultados de atletas, árbitros e equipe de tranmissão e ainda não tem dia para acontecer. Consequentemente foram realizadas apenas duas rodadas de partidas no domingo e as transmissões retornarão na terça-feira (3).

Mas o destaque segue para o calvário do Canadá. Dezessete vezes campeã mundial, a equipe dona da casa não consegue deslanchar. Em cinco jogos apenas uma vitória e um apagado 12º lugar entre 14 seleções. No domingo, a equipe capitaneada por Kerri Einarson perdeu para o vizinho Estados Unidos por 7-6. Apenas os seis primeiros se classificam para os Jogos de Inverno de 2022, em Pequim.

Já na ponta da tabela, apenas Federação Russa e Suíça estão invictas. Com cinco vitórias, as russas derrotaram a Estônia (8-6), enquanto as suíças ganharam da Dinamarca por 13-4, em um jogo histórico em que a equipe liderada por Silvana Tirinzoni foi a primeira da história a conseguir oito pontos em um mesmo end, o que acarretou o final da partida após 7 ends.

Abaixo segue o lance:


O Mundial segue com jogos nesta segunda-feira.

Foto: WCF

Nenhum comentário:

Postar um comentário