Começa a preparação da seleção masculina de tênis de mesa para as Olimpíadas de Tóquio - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Começa a preparação da seleção masculina de tênis de mesa para as Olimpíadas de Tóquio

Compartilhe

Foi iniciada nesta quinta-feira (06) a preparação da seleção brasileira masculina de tênis de mesa para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A cidade de Ochsenhausen, na Alemanha, foi escolhida como o local de treinamentos da equipe, que deverá estar totalmente reunida até junho. Cidade essa, que o atleta Hugo Calderano jogou por anos.


Nesta fase inicial de preparação, somente dois atletas irão participar: Hugo Calderano e Vitor Ishiy, devido à reta final das ligas europeias. Ainda este mês, mais um atleta se juntará a eles, Eric Jouti, que foi convocado para ficar com a reserva. Gustavo Tsuboi segue para a Europa posteriormente.


Surte + :


Conheça Eric Jouti, convocado como atleta reserva nos Jogos de Tóquio


Foto: CBTM


Eric Jouti tem 27 anos, mas começou desde pequeno no tênis de mesa, em um clube pequeno em São Paulo quando tinha apenas 9 anos. Por influência do pai e seu irmão, que já jogavam, Eric foi experimentar a modalidade e não largou mais. Em seguida, mudou de clube, foi para o Itaim Keiko, por onde muitos atletas profissionais passaram. 


Chegando aos seus 16 anos, ele começou a se destacar na modalidade, sendo campeão paulista e campeão brasileiro pela categoria infantil, duas vezes campeão sul-americano e duas vezes campeão latino-americano juvenil


Depois da passagem por dois clubes, Eric decidiu ir para São Caetano do Sul, local onde acreditava que poderia crescer mais na carreira. E ele não estava errado. Já no time novo, foi campeão do Campeonato Pan-Americano de equipes de 2016 a 2019. No individual, foi bronze no Latino-Americano em 2016. Ele ainda ganhou bronze por equipes nos Jogos Pan-Americanos de Lima.


Em entrevista ao Surto Olímpico, Eric falou sobre a sensação de ter sido convocado para os Jogos de Tóquio, ainda que para a reserva, e também quais suas expectativas em relação à delegação brasileira.


"Com certeza é uma sensação de ter nosso esforço e trabalho de anos atrás sendo recompensado agora no maior torneio de todos os atletas mesmo não estando na posição onde eu gostaria de estar", disse ele. "Temos a melhor geração de todos os tempos, então temos recursos e conhecimento para brigar de igual pra igual com todo mundo", admitiu.


Tendo como meta chegar ao top-20 mundial do tênis de mesa, Eric se inspira no ídolo Zhang Jike e também em Ayrton Senna. Ele tem como frase motivadora: "Do it for your country, do it for your name" (Faça pelo seu país, faça pelo seu nome, em português). 


Foto: de capa ITTF

Nenhum comentário:

Postar um comentário