Canadá e Grã-Bretanha vencem no segundo dia da Copa do Mundo de Saltos Ornamentais - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Canadá e Grã-Bretanha vencem no segundo dia da Copa do Mundo de Saltos Ornamentais

Compartilhe

As canadenses Caeli Mckay e Meaghan Benfeito venceram a prova sincronizada da Plataforma de 10m feminina na Copa do Mundo de Saltos Ornamentais, garantindo também uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Além da dupla do Canadá, também venceram neste domingo (2), os britânicos Jack Laugher e Daniel Goodfellow, que ficaram com o ouro no Trampolim de 3m sincronizado masculino.

Na final feminina do dia, a dupla do Canadá fez 305.49, ficando três pontos à frente das britânicas Lois Toulson e Eden Cheng, que tiveram 302.88 na soma dos cinco saltos. A vitória de Mckay e Benfeito foi decidida no último salto, um duplo e meio mortal carpado com parafuso e meio (3.2 de dificuldade), que rendeu nota 74.88 para a dupla. O bronze ficou com a dupla da Alemanha, Tina Punzel e Christina Wassel, com 292.86 pontos. As três equipes no pódio garantiram uma vaga na Olimpíada de Tóquio.

A dupla da Malásia, Pandelela Pamg e Mun Yee Leong (que já estavam classificadas para Tóquio 2020), lideraram a final nas três primeiras rodadas, mas cometeram alguns erros de execução nos dois últimos saltos e terminaram fora do pódio na quarta colocação (288.36). Atrás delas, ficaram Gabriela Agundez e Alejandra Orozco, do México, com 286.56 pontos, em quinto lugar e levando a última vaga olímpica definida na Copa do Mundo.

Além dos países citados, também tem vaga na prova em Tóquio 2020, o Japão como país sede, a China e os Estados Unidos, que foram ao pódio no Mundial de 2019.

Resultado Final:
1. Canadá 305.94
2. Grã-Bretanha 302.88
3. Alemanha 292.86
4. Malásia 288.36
5. México 286.56
6. Rússia 286.26
7. Japão 281.58
8. Ucrânia 272.94
9. Itália 268.26
10. Coreia do Sul 258.57
11. Noruega 241.68

Foto: Divulgação/British Swimming
No Trampolim de 3m sincronizado masculino, vitória de Jack Laugher e Daniel Goodfellow da Grã-Bretanha, com 440.94 pontos na soma das seis rodadas. O melhor salto da dupla foi o último, um duplo e meio mortal carpado com três parafusos na posição carpada (3.9 de dificuldade), que deu nota 90.09 para os britânicos. Como o “Team GB” já estava classificado para a prova em Tóquio 2020, as vagas olímpicas foram para as equipes entre o segundo e o quinto lugar.

A medalha de prata foi para a dupla da Alemanha, formada por Patrick Hausding e Lars Rudiger. Os alemães receberam 433.92 pontos. Completaram o pódio, Nikita Shleikher e Evgenii Kuznetsov da Rússia, com 415.86 pontos. Os russos chegaram a liderar a competição na primeira rodada, mas após um erro de execução no quarto salto, chegaram a cair para o sexto lugar ameaçando a classificação olímpica da dupla. Eles se recuperaram na rodada final com um quádruplo mortal e meio de frente, que deu nota 87.78 para os russos, garantindo a medalha de bronze.

As últimas vagas olímpicas foram para os Estados Unidos e a Itália, que se juntam à China, México e Japão, que já estavam classificados para Tóquio 2020.

Resultado Final:
1. Grã-Bretanha 440.94
2. Alemanha 433.92
3. Rússia 415.86
4. Estados Unidos 414.18
5. Itália 412.68
6. Espanha 387.63
7. Malásia 385.50
8. México 380.49
9. Colômbia 380.46
10. Ucrânia 374.16
11. Polônia 355.05
12. Áustria 327.66

Foto de Capa: The Candian Press



Nenhum comentário:

Postar um comentário