Brasileiros protestam contra a arbitragem em noite de vaga olímpica para Pedro Quintas - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Brasileiros protestam contra a arbitragem em noite de vaga olímpica para Pedro Quintas

Compartilhe


*Com Wesley Felix

O último passaporte do skate park brasileiro para os Jogos Olímpicos de Tóquio está carimbado. Pedro Quintas conseguiu sua classificação matemática neste sábado (22) após a semifinal do Dew Tour, em Des Moines, Iowa. A vaga, porém, não foi devidamente comemorada, devido à insatisfação de Quintas e de seus compatriotas com a arbitragem da competição, que gerou um protesto histórico dos brasileiros.


Pedro Quintas, Pedro Barros e Luiz Francisco fizeram suas duas voltas iniciais, mas optaram por não executar as arriscadas manobras na última tentativa - que aconteceu após longa paralisação gerada pela chuva -, e, em vez disso, fizeram dancinhas e brincaram em cima do skate durante os 45 segundos destinados às corridas. Luiz chegou a usar seu equipamento como uma espécie de carrinho de rolimã.



As manifestações foram geradas pela insatisfação dos brasileiros com as notas dadas ao norte-americano Thomas Schaar, que fez duas excelentes voltas antes da chuva, mas as pontuações dadas a elas foram baixas. A maior nota de Schaar, um 77,05, só surgiu na última volta, justamente quando ele sofreu uma queda e foi suficiente para garanti-lo na final.


Para Quintas, Barros e Luizinho, que serão, inclusive, os três representantes brasileiros no skate park masculino em Tóquio-2020, a maneira como o norte-americano foi avaliado foi um tanto quanto contraditória. A altura da última volta, os próprios brasileiros já estavam fora do top-8, que classificava para a  grande decisão - sete dos oito atletas classificados foram estadunidenses.


"Talvez estejamos sendo julgados por pessoas que nunca tenham andado de skate na vida", disse Pedro Barros à transmissão oficial do Dew Tour. "Quero dizer que o Schaar destruiu nesse park desde o começo, antes da chuva começar, mas nós não entendemos o resultado. Fiz isso a minha vida inteira e a maioria dos skatistas que estão aqui fizeram isso a vida toda. Eu vou torcer muito para o Tom arrasar na final", completou.

 

Protestos à parte, a vaga de Pedro Quintas foi confirmada ainda antes de entrar em ação, após o fim da segunda bateria da semifinal, quando Pedro Carvalho teve sua pontuação ultrapassada por mais de cinco atletas, o tirando da zona de classificação. O jovem Pedrinho teve 68,72 pontos em uma de suas voltas e ficou em 18º no geral. Quintas é o sexto colocado do ranking mundial.


Já em pista, o melhor dos brasileiros na última série foi Pedro Barros, que ficou na 14ª colocação com 73,01, enquanto Luiz Francisco e Pedro Quintas receberam 67,15 e 65,18, respectivamente, ficando em 20º e em 24º. A semifinal foi liderada pelo norte-americano Gavin Rune Bottger com 86,72 pontos. Pivô do protesto, Tom Schaar se classificou em sétimo. A final é neste domingo, às 18h30 (Brasília).


Surte+: Pedro Barros garante quinta vaga do skate park em Tóquio


Foto em destaque: Júlio Detefon/CBSk

Um comentário:

  1. Obrigado por esclarecer, ninguem postou essa notícia ainda em português

    ResponderExcluir