Alana Maldonado e Meg Emmerich conquistam ouro no Grand Prix de Baku de judô paralímpico - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Alana Maldonado e Meg Emmerich conquistam ouro no Grand Prix de Baku de judô paralímpico

Compartilhe

Depois do bronze de Lúcia Araújo no primeiro dia, o Brasil conquistou nesta quarta-feira (26) dois ouros no Grand Prix de judô paralímpico em Baku, no Azerbaijão. Alana Maldonado e Meg Emmerich venceram três lutas e triunfaram nas respectivas categorias até 70kg e acima de 70kg. De quebra, Meg fez uma dobradinha com Rebeca Silva, que faturou o bronze.


Alana Maldonado fez duas lutas até derrotar a atleta da casa Sulfiyya Huseynova na decisão. Ela estreou já nas quartas de final, superando a uruguaia Mariana Mederos, e venceu a russa Olga Zabrodskaia na semifinal. Líder do ranking mundial, a brasileira está virtualmente classificada para os Jogos Paralímpicos de Tóquio.


Meg sagrou-se campeã do peso pesado ao bater a italiana Carolina Costa na final. Em seu caminho, ela passou pela americana Katie Davis e pela compatriota Rebeca Silva, na semifinal, num confronto direto pela única vaga paralímpica brasileira da categoria. Derrotada, Rebeca foi à disputa de bronze e conquistou a medalha derrotando a ucraniana Anastasiia Harnyk.


Se as mulheres brilharam, os homens brasileiros ficaram no "quase" na luta pelo pódio. Willians Araújo (+100kg) venceu o britânico Jack Hodgson, mas foi derrotado na semifinal pelo iraniano Mohammadreza Kheirollahzadeh. Encaminhado à disputa de bronze, perdeu para o coreano Choi Gwang Geun e terminou em quinto lugar


O quatro vezes campeão paralímpico Antônio Tenório (100kg) terminou na sétima colocação em sua primeira competição oficial após se recuperar da internação pela Covid-19. Ele venceu o cazaque Yerlan Utepov e perdeu para o alemão Oliver Upmann nas quartas. O brasileiro foi à repescagem e chegou a ganhar do ucraniano Oleksandr Pominov, mas perdeu para o uzbeque Sulaymon Alaev.


Outro que terminou em sétimo foi Arthur Cavalcante da Silva, na categoria até 90kg. Ele venceu o venezuelano Hector Espinoza Rodriguez na estreia, mas caiu diante do ucraniano Oleksandr Nazarenko nas quartas e diante do uzbeque Shukhrat Boboev na repescagem. 


Harlley Damião Pereira Arruda foi o único brasileiro a não vencer nenhuma luta no dia. Disputando a categoria até 81kg, perdeu na estreia para o mexicano Eduardo Adrian Avila Sanchez e chegou a ir à repescagem, onde também foi derrotado pelo britânico Evan Molloy.


Finalizado o segundo e último dia de competições no Grand Prix de Baku, o Brasil encerra sua participação com quatro medalhas: dois ouros e dois bronzes. Agora, resta apenas um torneio antes do fechamento dos rankings paralímpicos para os Jogos de Tóquio. Será o Grand Prix de Warwick, na Inglaterra, a ser disputado a partir de 19 de junho.


Foto de capa: Divulgação/CBDV

Nenhum comentário:

Postar um comentário