Terceiro dia da Seletiva Olímpica pode ter primeiro índice da natação feminina do Brasil para Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Terceiro dia da Seletiva Olímpica pode ter primeiro índice da natação feminina do Brasil para Tóquio 2020

Compartilhe

No terceiro dia de eliminatórias da Seletiva Olímpica de Natação do Brasil, foram disputadas três provas, 200m medley e 200m livre feminino e os 200m borboleta masculino. As duas últimas provas podem ter índice olímpico nas finais desta quarta-feira (21), além dos 800m livre masculino que terá apenas a série final, realizada à noite. Abaixo, os destaques de cada uma das provas disputadas nesta manhã, no Parque Aquático Maria Lenk.

200m Medley Feminino

Recorde Brasileiro - Joanna Maranhão 2:11.24 (2017)
Índice Olímpico - 2:12.56

1. Fernanda Celidônio 2:19.83
2. Nathália Almeida 2:21.63
3. Gabrielle Roncatto 2:22.28
4. Bruna Leme 2:23.10
5. Gabrielle Silva 2:24.41
6. Thayanne Cardoso 2:25.79
7. Fernanda Goeij 2:29.88

Fernanda Celidônio dominou os 200m medley feminino vencendo a bateria eliminatória com quase dois segundos de vantagem para a segunda colocada, Nathália Almeida. Nathália e Gabrielle Roncatto, terceira colocada, fizeram uma prova mais controlada, se poupando para as eliminatórias dos 200m livre.

200m Borboleta Masculino

Recorde Brasileiro - Kaio Márcio Almeida 1:53.92 (2009)
Índice Olímpico - 1:56.48

1. Kauê Carvalho 1:59.30
2. Matheus Gonche 1:59.43
3. Leonardo de Deus 1:59.77
4. Luiz Altamir 2:00.20
5. Gustavo Saldo 2:00.85
6. Kayky Mota 2:00.86
7. Iago Amaral 2:02.93
8. Icaro Pereira 2:03.02

O líder das eliminatórias dos 200m borboleta foi Kauê Carvalho. Kauê tem como seu melhor tempo pessoal 1:56.76, de 2018. Se melhorar essa marca na final, o nadador tem chances de conseguir o índice. Leonardo de Deus e Luiz Altamir, que tinham tempos de balizamento abaixo do índice olímpico, fizeram uma prova mais controlada. Os dois foram semifinalistas da prova no último Mundial de Esportes Aquáticos, em 2019.

200m livre feminino

Recorde Brasileiro - Manuella Lyrio 1:57.28 (2016)
Índice Olímpico - 1:57.28

1. Larissa Oliveira 1:59.76
2. Nathália Almeida 2:00.36 PB
3. Aline Rodrigues 2:01.36
4. Rafaela Raurich 2:01.58
5. Ana Carolina Vieira 2:01.69
6. Maria Paula Heitmann 2:01.93
7. Maria Fernanda Costa 2:02.10
8. Gabrielle Roncatto 2:02.15

Nas eliminatórias dos 200m livre feminino, o melhor desempenho foi de Larissa Oliveira, a atleta que tem mais chance de conseguir o índice para a prova individual, precisando melhorar seu melhor tempo pessoal em um décimo para conseguir a classificação. Larissa abriu uma boa vantagem na primeira metade da prova. Nathália Almeida, que tinha ficado em segundo lugar nos 200m medley, ficou em segundo também nessa prova, conseguindo sua melhor marca pessoal. As quatro primeiras colocadas na final de hoje à noite vão nadar na tomada de tempo do revezamento 4x200m livre feminino, para tentar melhorar a posição do Brasil no ranking que define as últimas equipes classificadas para os Jogos Olímpicos.

Além das três provas que tiveram eliminatórias nesta manhã, à noite também será realizada a final dos 800m livre masculino, que terá apenas a série final com nove nadadores. Guilherme “Cachorrão Costa” é o favorito para garantir sua segunda prova em Tóquio 2020, com outros cinco atletas que já nadaram abaixo de oito minutos na disputa pelo segundo lugar e quem sabe uma segunda vaga olímpica para o Brasil no evento que tem como índice 7:54.31. Entre esses nadadores, está Brandonn Almeida, que não conseguiu se classificar na sua principal prova, os 400m medley, mas que tem histórico de bons resultados nas provas de fundo, tendo sido Campeão Mundial Júnior dos 1500m livre, em 2015, além de ter disputado a prova na Rio 2016.

Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário