Técnico do Dream Team de Barcelona-92 é indicado ao Hall da Fama do Basquete - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Técnico do Dream Team de Barcelona-92 é indicado ao Hall da Fama do Basquete

Compartilhe


    

A FIBA (Federação Internacional de Basquete) anunciou nesta quinta-feira (1º) os novos integrantes do Hall da Fama do basquete, com a presença de Chuck Daly, técnico do Dream Team em Barcelona 1992, do grego Panagiotis Giannakis, ídolo local, e do italiano Ettore Messina, quatro vezes campeão europeu de clubes.


Daly, morto em 2009 vítima de um câncer no pâncreas, estreou na NBA pelo Cleveland Cavaliers na temporada 1981-82, mas seus resultados foram ruins, tendo apenas nove vitórias e sendo demitido da equipe. 


Após uma temporada fora, o técnico retornou à liga após ser contratado pelo Detroit Pistons, onde se consagrou por levar a equipe aos playoffs em todas as temporadas sob seu comando. Ele foi vice em 87-88 para os Los Angeles Lakers e bicampeão consecutivo nas temporadas de 88-89 e 89-90, o que o levou  a ser chamado para treinar a seleção norte americana nos Jogos Olímpicos de Barcelona 1992,  sendo o responsável pela equipe que encantou o mundo e está até hoje no imaginário dos fãs da bola laranja.


O grego Panagitois Giannakis será agraciado por sua carreira como jogador, sendo campeão europeu de 1987 em casa. Ele era o armador da equipe na campanha que derrotou a então atual campeã União Soviética na final por 103 x 101 na prorrogação. Considerado uma lenda do basquete local, liderou o time na edição do continental de 1989, quando foi vice diante da Iugoslávia


Giannakis enfrentou o Brasil duas vezes nas Olímpiadas de Atlanta 1996, vencendo ambas, uma na fase de grupos e outra na disputa de quinto lugar. Fez história também nos clubes, onde ganhou torneios continentais com o Aris e o Panathinaikos.


O último agraciado, o italiano Ettore Messina, recebe o reconhecimento por ter levado a seleção de seu país à final do Campeonato Europeu de 1997, sendo vice campeão após  perder por 61 x 49 para a seleção da Iugoslávia, reconhecido como um dos maiores treinadores europeus da história. Ele foi tetra campeão da Euro League, ganhando duas vezes com o italiano Virtus Bologna e duas com o russo Cska Moscou.


Os três premiados de hoje entrarão no Hall da Fama, junto com os premiados de 2020, que tiveram sua cerimônia adiada devido à pandemia do coronavírus. O evento será virtual e ocorrerá no dia 18 de junho.

  

 Surte +: Kobe Bryant lidera escolhidos de 2020 para o Hall da Fama do basquete


Foto de capa: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário